Em busca de vaga nacional, bombeiros testam habilidades em competição na Capital

Famílias dos militares prestigiam o evento em alusão ao dia Nacional do Bombeiro

Nem o frio que foi registrado na manhã deste sábado (6), desanimou os familiares e os militares do Corpo de Bombeiros que prestigiam e participam da 1° edição da prova “Bombeiros de Aço” que acontece na cidade do Natal, nos altos da avenida Afonso Pena em Campo Grande.

A prova é uma das ações que encerram a semana nacional de prevenção de incêndio e pânico que faz parte das comemorações do Dia Nacional do Bombeiro Militar, comemorado no último dia 2 de julho. O evento conta também com atrações, exposições de viaturas e o projeto “Cão herói, cão amigo”, além de atendimento voluntário em hospitais e escolas da cidade.

Cerca de 45 militares se inscreveram para participar da competição, sendo 6 mulheres e 39 homens. A prova vai classificar os militares que vão representar Mato Grosso do Sul em uma etapa nacional que acontecerá no Maranhão, ainda sem data definida.

Nem a diferença de idade fez o tenente-coronel Wagner deixar de participar da prova. (Foto: Marcos Ermínio/Midiamax)

Mesmo com uma idade mais avançada em relação aos demais “competidores”, o tenente-coronel Wagner Dupin, 53 anos não estava desanimado com a diferença e espera estimular os mais novos e considera como positiva a iniciativa da prova.

“Acho essa iniciativa muito boa, reforça o sentido de equipe, além de manter contato direto com a parte operacional e confraternização com as demais unidades operacionais. Tenho boa expectativa e acredito estar incentivando os mais novos”, disse o militar.

A etapa é dividida nas categorias masculino e feminino com a prova sendo uma simulação de uma vítima de incêndio, onde os bombeiros precisarão subir em uma altura de 10 metros, puxar peso com uma corda, simular uma entrada forçada deslocando um peso de 1,5 metros com uma marreta e resgatar uma vítima que pesa cerca de 80kg.

O militar que fizer em menos tempo todo o trajeto será o vencedor. A premiação também é dividida nas duas categorias: o 1° lugar receberá uma quantia de R$ 2 mil, o 2° colocado ganha R$ 1 mil e o terceiro melhor ranqueado receberá R$ 500, além da oportunidade de representar o Estado na etapa nacional.

Sargento Ana Lúcia foi uma das competidoras. (Foto: Marcos Ermínio/Midiamax)

A sargento Ana Lúcia Francelino que tem 14 anos de corporação decidiu participar e encarar a competição mesmo com os desafios que a profissão oferece e lamentou as diferenças de forças entre as categorias, mas foi com a expectativa de vencer a competição.

“É um desafio, é pesado e a gente não tem as forças de um homem, mas simula a nossa realidade, pois acontece no nosso dia a dia. Tenho sonho de vencer e representar o Estado na etapa nacional”.

Há quem foi até a cidade do Natal para prestigiar o evento, o projeto e torcer pelo militar que estava participando da competição, como é o caso da administradora Jéssica Maia, 23 anos que foi apoiar o marido. “Tenho certeza que ele irá conseguir. Ele se preparou muito para isso e estou na torcida. Tenho orgulho do meu marido ser bombeiro”, disse a mulher.

Cão herói, cão amigo

O projeto é um dos incluídos para a comemoração do Dia Nacional do Bombeiros e recebe vários animais de estimação de variadas raças.

Ana Paula levou sua cachorrinha Magie para o evento. (Foto: Marcos Ermínio/Midiamax)

A voluntária Ana Paula Castelo que participa do projeto há pelo menos quatro meses, afirmou que disponibiliza algumas horas do seu dia para colaborar com as crianças, hospitais e escolas que são atendidas pelo evento. Ela inclusive, levou seu animal de estimação – a Magie para o local.

“Eu gosto muito do projeto, comprometo minhas manhãs de sexta-feira, mas a cada progresso de cada criança [atendida pelo projeto] me sinto muito bem”, comentou.

Mais notícias