Em 9 meses bombeiros atenderam quase 5 mil incêndios florestais no Estado

Número aumentou 45% em relação ao levantamento feito em 2017

De janeiro a setembro deste ano o Corpo de Bombeiros atendeu 4.946 ocorrências de incêndios florestais no Estado. Em comparação aos últimos dois anos o número cresceu 45%.

A corporação contou com o reforço de equipamentos e viaturas, ampliando o poder operacional de combate a queimadas em todo o Estado. Atualmente, os militares do Corpo de Bombeiros contam com uma escala operacional de combate ao fogo, envolvendo 56 militares de folga e do setor administrativo, além dos 200 homens já em operação.

Para o combate ao incêndio florestal, o Corpo de bombeiros possui 25 ABT (Auto Bomba Tanque), 16 ABR (Auto Bomba Rápido), 3 Auto Tanque, 5 viaturas de Auto Busca Salvamento e Resgate e 24 viaturas de auto salvamento.

Estrutura

Os militares contam também com 15 kits pick-ups, 101 mochilas costal flex, 226 bomba-costal rígida, 336 abafadores, 47 pinga-fogo, 9 moto bomba MK3, 4 moto bomba flutuante, 5 moto bomba mini-striker, 36 GPS, 31 mochilas de hidratação, 84 motosserras, 58 machados, 117 HT, 45 enxadões, 113 enxadas, 85 pá-coração, 94 facões e 33 soprovarredores.

Conforme o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), Mato Grosso do Sul é o 6° Estado com maior número de focos de calor no mês de setembro, centrando 7,7% dos incêndios florestais do País.

Foi decretado pelo Governo, situação de emergência contemplando parte das áreas rurais de municípios atingidos pela propagação do fogo: Aquidauana, Anastácio, Dois Irmãos do Buriti, Corumbá, Ladário, Bonito, Miranda, Porto Murtinho e Bodoquena.

Em 9 meses bombeiros atenderam quase 5 mil incêndios florestais no Estado
Mais notícias