É Fake! Fotos que mostram “mar vermelho” petista não são do Festival Lula Livre

Festival Lula Livre, ocorrido no último domingo (17), no Recife (PE), foi retratado com fotos falsas da internet que são das eleições de 2018

Duas fotos que viralizaram nas redes sociais do Festival Lula Livre, que aconteceu no último domingo (17) no Recife, são falsas. Os atos que reuniram artistas e políticos que apoiam o ex-presidente petista, foram retratados como extremamente lotados e com um “mar vermelho” de pessoas nas ruas da capital de Pernambuco.

Usuários do Facebook solicitaram a analise das fotografias do festival que recebia Lula 10 dias após ser livre da carceragem da Polícia Federal, em Curitiba. A fotos analisadas pelo blog A Lupa são antigas e não foram feitas durante o festival Lula Livre, no último domingo (17). Juntas as fotos tiveram mais de mil compartilhamentos.

(Reprodução, Facebook)

O primeiro registro é do fotógrafo Ricardo Stuckert, de setembro de 2018, durante um ato no Recife em apoio ao então candidato à presidência da República pelo PT, Fernando Haddad. A imagem aparece no perfil do ex-presidente Lula no Facebook.

No site de Lula também há menção ao ato, e a foto aparece. Segundo a publicação, além de Haddad, participaram do evento a então candidata a vice-presidente, Manuela d’Ávila (PCdoB), o senador pernambucano Humberto Costa (PT) e o governador do estado, Paulo Câmara (PSB).

(Reprodução, Facebook)

A segunda foto foi feita na Venezuela e já circula na internet há, pelo menos, sete anos. Ela aparece em post do blog venezuelano Colarebo de 28 de setembro de 2012. Embora não seja possível comprovar que esta é a data original da foto, é certo que ela não tem relação com o festival Lula Livre que aconteceu no último domingo (17).

Segundo o blog A Lupa, trata-se de um comício a favor do então presidente do país, Hugo Chávez, na cidade de Maturín, no estado de Monagas. A foto foi distribuída pela Agencia Venezolana de Noticias (AVN) e publicada no jornal Correo del Orinoco. Não foi possível, porém, comprovar se os créditos estão corretos.

Entretanto, dois detalhes na imagem podem comprovar que, seja de 2012 ou anterior, a foto foi registrada na Venezuela. No centro, é possível ver uma bandeira venezuelana. Além disso, há uma inscrição remetendo a Chávez no boneco gigante, no canto inferior esquerdo.

Essa imagem já foi utilizada em outros momentos para mostrar, incorretamente, manifestações petistas. Durante as eleições presidenciais de 2014, por exemplo, a foto foi utilizada para supostamente ilustrar um ato a favor da presidente Dilma Rousseff.

Mais notícias