Dourados registra assassinatos de cinco indígenas em uma semana

Tio e sobrinho amanheceram mortos em aldeia neste sábado

As regiões de aldeia têm se tornado cada vez mais perigosas para os indígenas em Dourados, a 225 km de Campo Grande. Em apenas uma semana, foram registrados cinco assassinatos a indígenas. O último caso aconteceu na sexta-feira (14), quando tio e sobrinhos foram encontrados mortos a facadas.

A primeira morte da semana foi registrada na sexta-feira passada (7), quando um casal foi encontrado morto na Aldeia Bororó. Segundo informações do jornal Dourados News, Rosilene Rosa Pedro e Osvaldo Ferreira foram mortos a golpes de facão e a polícia ainda suspeita que a mulher tenha sofrido abuso sexual por estar caída próximo a cama nua e amarrada.

O filho do casal, de 9 anos, é quem teria avisado sobre o assassinato dos pais. O menino foi para a escola e avisou os professores que os pais estavam mortos em casa. Em seguida, a polícia foi chamada.

Já na quarta-feira (12), um corpo foi encontrado dentro de um poço desativado na região da Aldeia Jaguapiru. Segundo o Dourados News, rastros de sangue na mata chamaram a atenção de uma liderança indígena que passava pelo local. O líder seguiu as marcas, quando encontrou a vítima identificada como ‘Juninho’.

Neste sábado (15), tio e sobrinhos foram encontrados mortos nas proximidades da Aldeia Jaguapiru. O crime teria acontecido na noite da sexta-feira (14), quando eles sofreram golpes de facão na região da cabeça e do tórax. Pedro Avila Morales Filho e Josias da Silva Machado foram encontrados por moradores da região e ainda não há suspeitas sobre a motivação do crime.

Mais notícias