Depois de reclamações, Semed estende prazo para emissão de certificados até sexta

Diversas reclamações por conta do atendimento foram vistas nesta terça

A Semed (Secretaria Municipal de Educação) estendeu o prazo de entrega dos certificados que serviriam para dar andamento a inscrição do processo seletivo de professores que estão sendo convocados retirar certificados. Anteriormente, o prazo era até esta quarta-feira (4), mas agora, o novo prazo vai até a sexta-feira (6).

Na sede da Semed, os profissionais buscavam a comprovação de títulos que precisaria ser feito na secretaria que realizaria a troca de certificados de cursos de formação para um completo com carga horária de 20h. No entanto, a fila se estendeu, houve falhas técnicas e gerou diversas reclamações de quem aguardava sua chance.

Procurada pela reportagem, a Semed esclareceu que os certificados são importantes para a pontuação de título. “Muito professores não retiraram seus certificados de anos anteriores, como 2016, 2017 e até julho de 2018. A procura por estes certificados neste momento acarretou um grande volume de pessoas, pois todos estão buscando os mesmos, muitos, sem comprovantes dos cursos que realizaram, pois foram perdidos ou extraviados”.

O que poderia ter acarretado nas reclamações, segundo a Semed, é que no ano passado houve a informatização do processo e cada professor teve o comprovante arquivado em seu e-mail, o que facilitava o processo, entretanto, a alta procura ocasionou em “congestionamento” nos atendimentos.

“A grande procura se dá pela organização pessoal do professor que deixou para pegar o certificado de anos anteriores neste período. A Semed já está providenciando a ampliação do número de técnicos para atender os professores e entregar os certificados”, afirmou.

Demora no atendimento

Com três dias para emissão de certificado na Semed (Secretaria Municipal de Educação), os professores convocados estão relatando dificuldades no atendimento no local na tarde desta terça-feira (3). Segundo eles, o início do processo foi nesta segunda-feira (2) e não há senhas o suficiente para que todos sejam atendidos até a quarta-feira (4), quando termina o prazo.

Os relatos se repetem várias vezes, sobre o prazo apertado, a falta de estrutura para atender a demanda e de senhas para os profissionais. “Eles têm isso tudo no sistema, porque não fizeram isso de forma automática? Agora a gente chega aqui e é humilhado, desrespeitado. Nós precisamos desse emprego, e precisamos comprovar os títulos, estamos preocupados e desesperados com esse prazo”, desabafou uma professora.

Mais notícias