Depois de 4 meses suspenso, concurso da PM e Bombeiros tem TAF neste domingo

São 450 vagas para PM e 200 para o Corpo de Bombeiros; 2,4 candidatos concorrem por vaga disponível

Após 4 meses ‘travado’, a próxima etapa do concurso público para Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, o TAF (Teste de Aptidão Física), acontecerá neste domingo (26), no Parque dos Poderes, em Campo Grande. O concurso, que terá participação de 1.580 candidatos, teve seu cronograma suspenso em dezembro de 2018 e, após tratativas do Governo, novo cronograma foi divulgado.

A etapa mais aguardada pelos candidatos terá partida na sede da SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização) a partir das 7h do próximo domingo (26). São 450 vagas para PM e 200 para o Corpo de Bombeiros, desta forma são 2,4 candidatos concorrendo por vaga.

Conforme a assessoria da secretaria, os candidatos serão orientados sobre a dinâmica dos testes e informações serão passadas a cada participante somente no momento da prova para evitar fraudes. Além disso, os testes serão filmados e cronometrados eletronicamente por meio de um microchip.

A SAD informou dos preparativos para o dia da prova, que contará com apoio da Polícia Militar e dos Bombeiros, além de outras repartições do governo. Ao todo, serão 200 pessoas atuando direta e indiretamente no evento.

Etapas do TAF

Composto em duas etapas, o TAF terá a sua primeira etapa no Parque das Nações, onde os candidatos deverão participar de uma corrida com duração de 12 minutos. Governo anunciou que parque será fechado para a realização da prova.

A segunda etapa, na mesma data, domingo (26), acontecerá na Uniderp Agrárias, localizada na Rua Alexandre Herculano, 1400.

A prova será composta pelos seguintes testes: flexão e extensão de membros superiores na barra fixa, para o sexo masculino, flexão de braços no solo (exercícios de apoio), para o sexo feminino, flexão abdominal, abdominal carl up, para ambos os sexos. Os portões serão abertos às 11h30 e fechados às 13h

Vagas e salários

Das 450 vagas para o curso de formação da PM, 388 são para o cargo de soldado, 50 vagas para oficial combatente e 12 vagas para oficial de saúde. Já entre as 200 vagas para a formação do Corpo de Bombeiros, 153 são para o cargo de soldado, 23 para oficial, 12 para oficial de saúde, e 12 vagas para oficial especialista.

Os oficiais da PM receberão uma remuneração inicial de R$ 3,6 mil durante o primeiro ano do curso de formação e R$ 4 mil no segundo ano. A pós a conclusão do Curso de Formação de Oficiais da PM, o aluno-recebe remuneração de R$ 7 mil. Já os soldados, após a conclusão recebem remuneração inicial de R$ 3,3 mil após o curso.

Já no concurso para o Corpo de Bombeiros, aluno soldado recebe R$ 1.864,06 durante o período de formação. Após a conclusão será promovido à graduação inicial de soldado com remuneração inicial de R$ 3.352,53. Enquanto isso, oficiais com ensino superior recebem R$ 3.641,92 durante o período do 1° ano do curso e R$ 4.006,11 durante o 2° ano. Após a conclusão com aproveitamento no Curso, o Aluno-Oficial será declarado Aspirante-à-Oficial de acordo com a legislação em vigor e, fará jus a remuneração de R$ 7.089,13.

O concurso

O concurso para PM e Bombeiros em Mato Grosso do Sul teve o edital publicado no dia 9 de abril de 2018. No dia 13 do mesmo mês o Governo publicou a quantidade das vagas que seriam disponibilizadas aos candidatos e abriu as inscrições.

As inscrições para o concurso terminou no dia 8 de junho, com nada menos que 36 mil inscritos. A prova para os candidatos da PM, que atraiu cerca de 25 mil candidatos a Campo Grande, aconteceu no dia 12 de agosto e a dos Bombeiros, no dia 2 de setembro.

O resultado foi divulgado no diário oficial no dia 10 de setembro onde, após polêmica envolvendo vagas a candidatas do sexo feminino, uma mulher conquistou o primeiro lugar. No dia 24 de setembro a lista de candidatos aptos para prosseguir no concurso foi divulgado.

No dia 3 de dezembro de 2018 o concurso para a PM e Bombeiros foi suspenso temporariamente ‘por motivos de ordem técnica e de força maior’, de acordo com o governo. Até então, os candidatos ainda não tinham perspectiva de retomada do certame e apenas no mês passado, no dia 30 de abril, a SAD anunciou o novo cronograma.

 

Mais notícias