Criança com chikungunya que estava em CRS consegue vaga no Hospital Universitário

Menina de 5 anos foi diagnosticada com a doença na sexta-feira, porém, só agora vai para hospital

A menina de 5 anos que estava internada no CRS (Centro Regional de Saúde) do Nova Bahia – região leste de Campo Grande –, com chikungunya e aguardava uma vaga em uma unidade hospitalar da Capital conseguiu, no final da noite deste domingo (9), uma vaga no Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian, para onde seria levada.

A informação foi passada pela tia da criança, Aparecida Claro da Silva, que havia feito reclamação para reportagem do Jornal Midiamax sobre a demora em encontrar uma vaga para a menina, na tarde desde domingo. A criança foi diagnosticada com a doença na sexta-feira (7).

Mais cedo em contato com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), a reportagem foi informada de que a paciente estava em processo de transferência e deveria passar por uma nova avaliação para “definir a prioridade/necessidade no encaminhamento”.

A família estava preocupada porque, além de ter nascido prematura, a menina possui outros problemas de saúde.

Criança com chikungunya que estava em CRS consegue vaga no Hospital Universitário
Mais notícias