Confira como se proteger: quedas de granizo são comuns em Mato Grosso do Sul

A chuva sempre é boa para limpar o clima atmosférico, mas quando sua forma muda é preciso tomar alguns cuidados

Desde que a primavera começou, alguns municípios do estado de Mato Grosso do Sul já sentiram as condições adversas no tempo. Este último fim de semana, por exemplo, foi de muita chuva no estado todo, no domingo chegou até cair pedras de gelo em algumas regiões de Campo Grande. De acordo com o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima de MS), nessa época do ano é comum haver mudança na formação das nuvens e pode haver outras condições adversas do tempo como o granizo, chuvas com raios e trovões.

Diversos leitores do Jornal Midiamax enviaram vídeos mostrando a chuva e a quantidade de granizo que chegou a forrar a terra e o gramado de gelo. Mas você sabe como se forma esse fenômeno meteorológico?

A meteorologista e coordenadora do Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima de Mato Grosso do Sul), Franciane Rodrigues, explica que a combinação de calor e umidade formam nuvens de grande crescimento vertical, denominada cumulunimbus. A temperatura no topo desse tipo de nuvem pode chegar a – 70 °C, sendo nuvens muito altas e pela temperatura ser muito baixa em seu topo, a água dentro da nuvem se congela. “Dependendo do tamanho desse gelo, a nuvem não suporta seu peso (através da força de empuxo) e o granizo acaba caindo em solo, sendo, portanto, um fenômeno estudado dentro da Física Atmosférica em Microfísica de nuvens”.

Franciane também explica que não tem como saber quando vai chover granizo, pois não há nenhum modelo meteorológico para esse tipo de situação. “Qualquer pancada de chuva, dependendo do crescimento vertical da nuvem, tem possibilidade de ocorrência. Nessa época do ano é normal acontecer, principalmente com as condições climáticas que se encontra a cidade”.

Uma chuva sempre é boa para limpar o clima atmosférico, mas quando sua forma muda é preciso tomar alguns cuidados. Confira algumas dicas do Cemtec em caso de condições adversas de tempo:

  • Permaneça abrigado até que o fenômeno termine. Se houver trovoadas, não se abrigue em embaixo de estruturas metálicas;
  • Após a chuva de granizo, o piso fica escorregadio, por isso muito cuidado ao se deslocar;
  • Jamais permita que alguém suba nos telhados após a chuva, há risco de queda;
  • Colocar papelão para forrar por dentro o para-brisa do carro. Isso evita, em caso de quebra do vidro, que os cacos machuquem ocupantes;
  • O ser humano é um bom condutor de eletricidade, por isso evite ficar descalço principalmente quando houver tempestades com raios. Essas descargas elétricas se propagam pelo chão com alta energia e se a pessoa estiver descalça há risco de ser atingido. No meio urbano isso é um pouco mais difícil de ocorrer porque há para-raios e muitos locais onde há proteção, mas no meio rural, onde ocorrem a maior quantidade de descargas, a chance é maior, devido a falta de meios de proteção. De qualquer forma, é sempre bom estar calçado em caso de tempestades. A sola do sapato normalmente é de borracha, isso cria isolamento entre corpo e o chão.

Confira alguns registros enviados pelos leitores.

Mais notícias