Confira 8 bairros com maior incidência de dengue em Campo Grande

Capital já registra 7 mortes pela doença, aponta boletim epidemiológico

Campo Grande enfrenta um número preocupante de infestação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Segundo os últimos dados do Levantamento Rápido do Índice de Infestações por Aedes aegypti (LIRaa), oito bairros estão com classificação de alto risco de incidência do mosquito.

O bairro que mais sofre com focos e casos de dengue é o Bairro Noroeste. Conforme o levantamento, são 1.645 incidências. Seguido do Noroeste, vem os seguintes bairros:

Centro Oeste, com 1.271 incidências; Chácara dos Poderes, com 1.247; Nova Campo Grande, com 1.190; Los Angeles, com 1.157; Moreninhas, com 1.156; Veraneio, com 945 e a região do bairro Maria Aparecida Pedrossian, com 902 casos.

Ainda conforme a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), além de ações com o fumacê, a prefeitura realizou mutirões nesses bairros, vistorias e recolhimentos de materiais inservíveis. Mais de 15 toneladas de materiais foram recolhidas dos bairros listados.

Nesta quinta-feira (2), a SES (Secretaria de Estado de Saúde), confirmou a 16ª morte por dengue em Mato Grosso do Sul, sendo uma vítima de Corumbá, um rapaz de 18 anos, e uma mulher de 35 anos de Campo Grande. Com a nova vítima, a Capital chegou a sua sétima morte pela doença. Os óbitos de uma criança de sete anos e um policial de 60 anos estão sendo investigados em Campo Grande.

Confira 8 bairros com maior incidência de dengue em Campo Grande
Mais notícias