Com pouco mais de 2 mil casos, notificações por dengue começam a cair na Capital

Mês de junho teve queda de 70% em comparação com casos registrados em maio deste ano

Foram registrados 2.042 casos de dengue em Campo Grande no mês de junho deste ano, o valor representa 70% do registrado no período anterior. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (3) pelo SVE (Serviço de Vigilância Epidemiológica) da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

Conforme o documento, em maio haviam sido registradas 6.930 notificações da doença na Capital. Março e abril deste ano foram os meses com o maior número de registrado, sendo 9.721 e 9.600, respectivamente.

De janeiro até agora, foram registrados 37.590 casos, sendo 8.768 confirmados e oito mortes pela doença em Campo Grande. Só nos três primeiros dias de julho, porém, já foram notificados nove casos.

De acordo com a Sesau, apesar da redução no número de casos notificados, as ações de rotina continuam sendo intensificadas, “principalmente nos bairros onde ainda há uma concentração maior de casos notificados das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti”.

Decreto de emergência

A Prefeitura de Campo Grande chegou a decretar situação de emergência em março deste ano em relação aos casos de dengue. A medida foi tomada, segundo a administração, por conta do avanço no número de casos registrados.

Além do decreto, também foi criada uma força-tarefa para garantir o atendimento aos doentes. Equipe volante era formada por 27 médicos para percorrer as unidades de atendimento onde houvesse maior quantidade de pacientes com sintomas da doença.

Os laboratórios onde são feitos os exames para confirmar a dengue também tiveram reforço. Os veículos responsáveis pelo fumacê nos bairros passaram de quatro para nove veículos.

Com pouco mais de 2 mil casos, notificações por dengue começam a cair na Capital
Mais notícias