Publicidade

Energisa cadastra 141 clientes para tarifa social em Campo Grande

Empresa alerta que benefício não é automático, consumidores devem apresentar o NIS

Cerca de 200 pessoas compareceram à praça Ary Coelho em Campo Grande neste sábado (6) para fazer o cadastro na Tarifa Social de energia elétrica. A tarifa permite que o consumidor com renda familiar menor ou igual a meio salário mínimo possa ter um desconto de até 65% na conta de luz.

Em Mato Grosso do Sul, 170 mil poderiam ter o benefício, mas não são cadastradas. Para esclarecer sobre quem pode ter o benefício e fazer o cadastro, a Energisa realizou uma ação na praça Ary Coelho neste sábado (6). Mais de 200 pessoas procuraram ajuda e 141 famílias foram cadastradas.

De acordo com o coordenador comercial da Energisa, Jonas Ortiz Rudis, as famílias devem estar atentas, pois o benefício não é automático. “A pessoa deve procurar o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), onde ela adquire o NIS (Número de Inscrição Social) e aí procurar a Energisa”.

O valor do desconto depende da faixa de consumo dos clientes. Para quem consome até 30 kWh/mês, a conta de energia pode baixar até 65%. Para o consumo de 31 a 100 kWh/mês, a redução chega a 40%. Na faixa de consumo de 101 a 220 kWh/mês, o desconto é de 10%. Já o consumo superior a 220 kWh não incidirá desconto.

Confira como obter o benefício

Para se cadastrar, o cliente deve procurar uma das agências da Energisa ou pelo 0800 722 7272. O consumidor deve apresentar os documentos pessoais, o NIS e uma fatura conta de energia. Outra forma, é utilizar uma ferramenta online de pré-cadastro, desenvolvida pela Energisa, que pode ser acessada no site.

Aqueles clientes que não atualizaram o cadastro junto ao MDS (Ministério de Desenvolvimento Social) e perderam o benefício, deverão atualizar primeiramente o cadastro junto ao CRAS do seu município e, posteriormente, procurar a concessionária de energia elétrica.

Mais notícias