Com focos de calor controlados, equipe de bombeiros do Distrito Federal deixam MS

Após 11 dias de atuação, a desmobilização e agradecimento aos trabalhos prestados aconteceu na manhã desta terça-feira (01)

Na manhã desta terça-feira (01) aconteceu a desmobilização e agradecimento das guarnições que vieram do Distrito Federal que apoiaram o Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul na operação de combate aos incêndios no Pantanal. O ato ocorreu no Centro de Proteção Ambiental do Corpo dos Bombeiros no Parque das Nações Indígenas e segundo informações da Defesa Civil do Estado a situação está controlada e a equipe de militares locais já conseguem dar conta aos focos que surgirem.

Ao todo foram 34 militares especializados do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (DF) e 80 brigadistas do PrevFogo que atuaram ao lado dos 300 militares de MS durante 11 dias. Além dos bombeiros, uma aeronave, um ônibus, um caminhão de transporte de tropas e quatro caminhonetes foram cedidos pelo governo do DF.

De acordo com o tenente-coronel Fábio Catarinelli, coordenador do Cedec (Coordenadoria da Defesa Civil do Estado), além da força-tarefa que veio do Distrito Federal auxiliar nas queimadas, a chuva também foi um fator que ajudou a melhorar a situação climática e eliminar os focos de calor. “A tendência do clima é melhorar, está previsto mais chuva para o nosso Estado. A situação de emergência decretada pelo Governo de MS no início de setembro continua, porém os 300 homens do Corpo de Bombeiros do MS já conseguem atuar nas situações que estão controladas”, informou.

Ainda segundo informações do coordenador da Defesa Civil, Mato Grosso do Sul chegou a registrar quase 700 focos de calor espalhados pelo Estado. Em uma última análise realizada na segunda-feira (30) havia somente 5 focos.

Apesar as chuvas que chegaram ao estado na última semana, Mato Grosso do Sul teve o setembro mais seco de que se tem notícia. Desde que as estações do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) foram instaladas em MS, em 2008, este foi o setembro com menos chuvas.

Homenagens

Durante a cerimônia de desmobilização, houve uma série de homenagens prestadas e uma delas, entregue pelo Governador Reinaldo Azambuja (PSDB), foi para o tenente-coronel Domingos Marcio Ferreira da Silva, responsável pela equipe que veio do DF.

Nas palavras do Governador Reinaldo Azambuja, ele agradeceu pelo apoio e principalmente pela presteza que os militares tiveram em ajudar a combater os incêndios no Estado de MS. “Juntamos os esforços com o Ibama, Comando Militar do Oeste, PrevFogo, bombeiros do MS, bombeiros de Brasília, aeronaves do governo de São Paulo, que somou nos trabalhos para aquele momento delicado atuar conjuntamente sobre uma organização e Sala de Situação coordenada pela Defesa Civil com ações programadas e específicas e conseguimos debelar muitos focos de incêndio. Isso protegeu patrimônio, vidas, e mostra o espírito de solidariedade que reina no Brasil mesmo num momento difícil”, disse.

“Nós obtivemos êxito na realização de combate as queimadas, foi um trabalho conjunto de apoio ao MS. Agora a população pode respirar um ar livre e puro”, afirmou o tenente-coronel Domingos Marcio Ferreira da Silva, responsável pela equipe do DF.

O comandante do Corpo de Bombeiros do MS, tenente-coronel Joílson Alves do Amaral, destacou que o apoio foi fundamental para controlar a situação caótica. “A equipe do Distrito Federal veio para reforçar o combate e com a ajuda das aeronaves conseguiram chegar em pontos que são de difícil acesso. Agora espera-se novas chuvas, a situação já está controlada, nossos homens continuam mobilizados e estamos monitorando, mas o fator climático pode ajudar ainda mais”, destacou.

Mais notícias