Com custo de R$ 80 mil, ‘Parcão’ poderá ser incluído em reforma dos parques

A possibilidade foi comentada pelo diretor da Funesp, Rodrigo Terra

O ‘Parcão’ poderá ser incluído no pacote das revitalizações dos parques Sóter, Jacques da Luz e Ayrton Senna, pelo menos é que explicou o diretor da Funesp (Fundação Municipal do Esporte), Rodrigo Terra nesta quarta-feira (23). Segundo o diretor, o valor para a construção do parque para os animais custará cerca de R$ 80 mil.

“O parcão vamos tentar incluir nessa licitação. Foi permitida a possibilidade de que ele fosse feito com parceria com a iniciativa privada, mas nenhuma empresa de interessou. Vamos verificar se podemos incluir nessa obra”.

O assunto foi debatido durante a assinatura da ordem de serviço da revitalização dos parques assinada pelo prefeito Marquinhos Trad. As obras, que inicialmente foram orçadas em pouco mais de R$ 2,9 mil, sofreu redução de 22,61% com as propostas durante a licitação e ficou orçada em pouco mais de R$ 2,2 milhões.

Segundo Marquinhos, licitações não sofrerão aditivos | Foto: Marcos Ermínio | Midiamax

Cães no Sóter

Desde o dia 1° de fevereiro, está liberada a entrada de cachorros no Parque Ecológico do Sóter, em Campo Grande. A proposta inicial da Prefeitura foi liberar o parque para que os donos pudessem passear com seus cães, desde que sejam conduzidos na guia.

A Prefeitura buscou parceiras privadas para a construção de um local apropriado para que os animais ficassem soltos e socializassem com outros animais. De acordo com a Prefeitura, o projeto prevê a implantação de uma área de 5.400 metros quadrados para o ‘Parcão’. O espaço terá gramado, alambrado de 1,5 metro de altura, brinquedos e bebedouros para os cães. O espaço, construído pela iniciativa privada, será administrado pela Funesp.

Opiniões distintas

Em fevereiro, a reportagem do Jornal Midiamax esteve no Parque do Sóter e a proposta de liberar os cães ficou dividida entre as pessoas que costumam frequentar o local. De acordo com as falas, algumas reprovam por medo dos animais atacarem as crianças, porém, outras acharam interessante.

Mais notícias