Com 1.200 alianças e 25 metros, bolo de Santo Antônio começa a ser montado

Cerca de 100 pessoas trabalharam e ainda trabalharão na organização da celebração do padroeiro

O tradicional bolo de Santo Antônio, que é cartado todo dia 13 de junho já começou a ser montado na manhã desta quarta-feira (12), na Catedral Nossa Senhora da Abadia e Santo Antônio, localizada no Centro de Campo Grande. Este ano serão colocadas 1.200 alianças e um par de alianças de ouro.

De acordo com a confeiteira Ana Paula Navarro, que comanda a feitura do bolo pelo segundo ano seguido, ele terá 25 metros de comprimento e dará cerca de 7 mil pedaços, cada um vendido a R$ 5,00.

As massas começaram a ser feitas na terça-feira da semana passada com cerca de 30 pessoas responsáveis, dividas em turnos matutino, vespertino e noturno. As 420 placas de pão de ló, que juntas pesam em torno de 1 tonelada, foram feitas na Comunidade São Miguel, que é vinculada a Catedral. As massas, depois de prontas foram guardadas em um frigorífico e entregues na manhã desta quarta-feira na igreja.

Ao todo, Ana Paula estima que 100 pessoas trabalharam ou trabalharão com a organização do bolo, sempre divididos em turnos. A estimativa é que o trabalho termine por volta das 20h de hoje.

O recheio escolhido deste ano para o bolo foi creme de chocolate e doce de leite. Conforme a organizadora, que é professora de confeitaria, é a primeira vez que o recheio é usado.

Na quinta-feira (13) a movimentação começa bem cedo. Às 6h haverá uma missa com o pároco da igreja, padre Odair de Souza Costa. Logo após a celebração, às 7h, haverá a benção do bolo e depois seu corte.

Às 17h30 de quinta-feira será celebrada uma missa campal na avenida Calógeras, em frente à Catedral, com a presença do arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas Lara. Após a missa haverá uma quermesse na Travessa Lídia Baís, ao lado da igreja.

Mais notícias