Caminhoneiro precisa de ajuda para cirurgia de reconstrução da calota craniana

A família precisa juntar R$ 35 mil para que o rapaz consiga realizar o procedimento

Morador de Nova Andradina, a 297 quilômetros de Campo Grande, o caminhoneiro Diego Santos, 28 anos, precisa de ajuda para arrecadar R$ 35 mil para realizar uma cirurgia de reconstrução da calota craniana. Ele está em coma desde o dia 24 de setembro de 2019, quando sofreu um acidente na serra de Maracaju.

De acordo com a prima de Diego, Monica de Souza dos Santos, o rapaz ficou internado na Capital por 60 dias, mas para evitar risco de infecções foi mandado para casa e sendo cuidado pelas irmãs. “Ele ficou internado em Campo Grande, mas como ele não toma medicação nem nada, pelo risco de infecção, o médico achou melhor mandar ele para casa. Estamos fazendo um apelo mesmo, porque ele precisa fazer essa cirurgia até o começo de fevereiro do ano que vem” explicou.

No dia do acidente, Diego estava acompanhado do amigo Diogo que não resistiu e acabou morrendo. Os dois transportavam uma carga de botijão de gás quando o freio do veículo falhou e os dois pularam do caminhão em movimento na rodovia. Os dois foram socorridos, mas apenas um sobreviveu.

Ainda conforme Mônica, o rapaz responde a alguns estímulos o que dá esperança para a família, mas ele perdeu parte do crânio e massa cefálica. “Parte do crânio dele foi retirada por conta da pressão intracraniana, então o que protege o cérebro dele nesse momento é apenas o couro cabeludo. Estamos correndo contra o tempo e desesperados para ajudar meu primo, porque depois disso ele pode morrer”, concluiu.

Quem quiser ajudar o Diego, pode acessar o link da Vakinha Online e contribuir. A família precisa juntar R$ 35 mil até fevereiro para que o rapaz consiga realizar o procedimento.

Mais notícias