Em época de baixa umidade, Bombeiros apagam dez incêndios por dia

Baixa umidade do ar contribui para aumento de incêndios em vegetação

Em época de baixa umidade do ar, que nos últimos dias tem sido próxima dos 35%, os números de ocorrências de incêndio em vegetação também aumentam. Em média são 10 ocorrências por dia para cada viatura de combate a incêndio, conhecidas como ABT (Auto Bomba Tanque) dos Bombeiros.

Porém não é só a baixa umidade relativa do ar que contribui para o aumento do incêndio, vandalismo e o jeitinho brasileiro de querer limpar o quintal de casa ajuntando o lixo e colocando fogo, também pode ser um risco e acabar em prisão.

Conforme informou sargento Sabioni, nessa época do ano a umidade baixa e o fato de atear fogo em vegetação, o risco das chamas se alastrarem e perder o controle é muito grande por conta do tempo seco. “A orientação é manter os terrenos limpos, carpir sempre que a vegetação estiver alta e ficar atento aos problemas respiratórios comuns nessa época”.

A equipe do Jornal Midiamax acompanhou um desses incêndios em vegetação neste domingo (9), na Rua do Poente, na Vila Fernanda. Nessa ocorrência, foram usados 3 mil litros de água, também foi usado um canhão de água para extinguir as chamas. Os bombeiros acreditam que alguém tenha colocado fogo e por conta do tempo seco, as chamas se alastraram e a fumaceira se espalhou pelo local.

Ainda conforme informações do Corpo de Bombeiros, as causas para o aumento de incêndios sãos as mais variadas, e vão desde vandalismo até proprietários que colocam fogo no lixo no quintal de casa. Porém em todos os casos, a prática é crime e o autor pode ser preso. A pena pode chegar a seis anos de reclusão e multa.

Mais notícias