Batalhão de Choque pode ser acionado para liberar bloqueio na BR-163

Lentidão no trânsito atinge perímetro urbano da Capital

Sem previsão de liberação e sem sucesso nas negociações para liberação do trânsito na BR-163 em Campo Grande, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) analisa a possibilidade de acionar o BPChoque da PM (Polícia Militar) para tentar solucionar o problema.

Segundo os policiais se não houver uma solução pacífica, será necessário o uso da força para retirar os manifestantes e liberar o trânsito no local. “Estamos lidando com direitos conflitantes, o de ir e vir dos caminhoneiros, e o de se manifestar dos moradores. Se não houver solução pacífica faremos o uso da força. Ou a PRF ou a PM, ” informou a equipe policial que está no local.

A polícia ainda afirma ter encontrado dificuldades em negociar com os manifestantes, pela falta de liderança e o grupo não aceita liberar a pista. “Encontramos dificuldades, pois não há uma liderança. Tentamos conversar, fazer acordo, mas não adiantou. Um grupo aceitava liberar a pista e outro gritava contra”, ressaltaram.

Os manifestantes seguem sem acordo e decididos a montar acampamento na BR-163 até que tenham o serviço de energia restabelecido na ocupação do Jardim Centro-Oeste.

Trânsito lento

Vale lembrar que o bloqueio na BR-163 já atinge o trânsito no perímetro urbano da Capital, causando lentidão para quem segue pela avenida Costa e Silva próxima a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Mais notícias