Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Artistas farão pintura coletiva durante abração às 17h no Lago do Parque das Nações

Mobilização é para chamar atenção do Poder Público sobre o assoreamento do lago

O abração em torno do Lago do Parque das Nações Indígenas, marcado para este domingo (17) às 17h, contará com a participação de artistas que farão simultaneamente pinturas da paisagem do local. A intenção é chamar atenção das autoridades para que providências sejam tomadas em relação ao assoreamento do lago.

O evento criado no Facebook com o nome “Abração no Lago do Parque das Nações Indígenas!” conta até o momento com 141 confirmações e 202 pessoas interessadas. “Uma coisa nós já conseguimos: a população em geral sabe o que está acontecendo hoje com o Parque das Nações Indígenas. Nós já conseguimos alertar a cidade”, afirmou o aposentado Alfredo Sulzer, um dos organizadores do abraço coletivo.

Sulzer disse agora esperar que a população se disponha a sair do conforto de suas casas para cobrar uma solução para o problema. “Eu acho que é muito importante essa participação porque aí você acaba solidificando uma iniciativa de preservação, mobilização popular, que pode ter um efeito educativo para outras áreas da cidade que estão com o mesmo problema”, avaliou.

Confraria

Para reforçar a manifestação, cerca de 20 artistas estarão no parque a partir das 15h fazendo simultaneamente pinturas da paisagem do lago. Fundador da Confraria Sociartista, que organiza a pintura coletiva, o artista plástico Pedro Guilherme Garcia explica que essa foi a forma encontrada da categoria dar sua contribuição para o movimento em prol do lago. “O tema das pinturas vai ser o assoreamento”, adiantou.

Assoreamento

Um dos cartões-postais de Campo Grande, o Lago do Parque das Nações Indígenas está com avançado processo de assoreamento que resultou na formação de um banco de areia. O descaso com o local indignou frequentadores, que começaram a organizar pelas redes sociais um movimento com o intuito de chamar a atenção das autoridades para o problema.

Após a repercussão do caso, o Governo do Estado – responsável pela manutenção do parque – anunciou que fará um cronograma de ações coordenadas para resolver o problema em agenda conjunta que contará também com o apoio da Prefeitura de Campo Grande.

Comentários
Carregando...