Publicidade

Após erro de impressão no caderno do exame, prova para cargo técnico do IFMS é adiada

Cargo de técnico em agropecuária teve 200 inscritos que não puderam fazer prova

As provas para o concurso público do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) acontecem neste domingo (20), tanto para cargos de nível superior quanto nível médio. Entretanto, alguns concurseiros tiveram uma surpresa desagradável ao chegarem para fazer a prova. Com cerca de 200 inscritos para técnico em agropecuária, a prova para o cargo foi adiada por conta de um erro de digitação.

Atraído pela remuneração inicial de R$ 2,9 mil, além dos benefícios de ser um funcionário público, o técnico em agropecuária Jonas Neto, de 31 anos, viajou mais de 1.200 km para fazer a prova. Ele lamenta não poder fazer a prova depois de uma viagem tão longa. “Não pude fazer porque houve um erro de digitação da gráfica. O cargo é técnico em agropecuária, mas as provas vieram como técnico em laboratório de agropecuária, que têm formações totalmente diferentes”, explica.

Jonas afirma que tem família em Campo Grande, logo não teve gastos com a hospedagem, mas espera receber o dinheiro gasto no transporte até a Capital. “A gente gasta o que não tem para vir, só de gasolina e pedágio deu cerca de R$ 1.100”, reclama.

A assessoria do IFMS confirma que o erro na impressão do caderno impossibilitou a realização da prova para o cargo. “A comissão organizadora conversou pessoalmente com os candidatos e a prova para este cargo será realizada em nova data. Os candidatos que por ventura não puderem comparecer ou aqueles que desejarem serão ressarcidos”, diz.

Segundo o Instituto, a data da nova prova será formalizada em um edital, que deve ser publicado nos próximos dias. A comissão deve entrar em contato com os candidatos ao cargo para que possam optar por fazer a nova prova ou receber o ressarcimento.

Mais notícias