Após cortes de luz em ocupação e protestos, Energisa terá que esclarecer situação à Justiça

Empresa foi notificada nesta segunda-feira para esclarecer condições da rede elétrica no local e possíveis ações de regularização

A concessionária Energisa recebeu nesta segunda-feira (15) uma intimação judicial para esclarecer as condições técnicas da rede elétrica e eventuais ações de regularização da energia na ocupação que abriga aproximadamente 1,3 mil famílias no Jardim Centro-Oeste, em Campo Grande.

Conforme informado pela empresa, o pedido foi apresentado pela Defensoria Pública e por se tratar de uma área particular, apenas decisão judicial poderá regularizar o fornecimento de energia no local.

A Energisa ressaltou ainda que para que a regularização acontece, será necessário construir e instalar uma rede de distribuição para manter a qualidade de distribuição que mantenha a qualidade do fornecimento de energia aos consumidores.

Corte de energia

Na última quinta-feira (11), as famílias que vivem na área ocupada no Jardim Centro-Oeste mantinham ‘gatos’ de energia nas residências e, segundo eles, todas as casas tiveram a energia elétrica cortada.

Os moradores chegaram a fazer uma manifestação pacífica na BR-163 pedindo o religamento da energia no local. O protesto durou aproximadamente 5h e após duas horas de negociação com a Defensoria Pública, através do defensor Homero Lupo Medeiros, liberaram a via com a esperança de ter o serviço restabelecido.

No dia seguinte, sexta-feira (12), o defensor esteve no local para coletar informações para ajuizar uma ação civil pública, pois segundo ele o serviço só poderia ser restabelecido através de decisão judicial

Mais notícias