Apesar de pedido de lojistas, apagão no centro é mantido para este sábado

Energisa vai desligar energia para mudar fiação dos postes para o subterrâneo

A CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas) afirmou que, apesar dos pedidos dos empresários da Rua 14 Julho para deixar o ‘apagão’ para o domingo (21), Energisa e Engepar decidiram manter para este sábado (20) e somente o horário foi alterado de 12h para 14h o início do trabalho. O apagão vai acontecer devido a mudança da fiação aérea para a subterrânea na rua, ação prevista no cronograma do Reviva Centro.

O presidente da CDL, Adelaido Vila, disse ao Jornal Midiamax que decisão das empresas em manter os comerciantes sem luz no sábado, foi ‘sem senso’ e escolha ‘lamentável’. “Tem comerciantes que já decidiram que não vão abrir neste sábado. Os restaurantes que tem fluxo maior de clientes ao meio dia, não vão abrir porque se não vai dar um prejuízo muito maior. Tem outros que estão tentando ver o que fazem com os freezeres”, disse.

A Energisa informou que estava com o serviço previsto para acontecer entre as 12 horas e 18 horas na rua Maracaju, entre a 13 de Maio e a 14 de Julho. Mas depois de reivindicação, o procedimento vai acontecer a partir das 14h. Para o trabalho, um trecho da rua Maracaju ficará sem energia durante a tarde, logo no dia de maior movimento no comércio do centro da cidade. Os comerciantes pediram que a empresa adiasse o serviço para o domingo (21), mas as equipes da Energisa já estarão mobilizadas em outra intervenção.

*Matéria alterada às 18h22 para atualização de informação

Mais notícias