Alunos se mobilizam contra fechamento de escola, mas SED nega fim das aulas

Estudantes reclamam de encerramento do período noturno

Alunos da Escola Estadual José Barbosa Rodrigues, no bairro Universitário, em Campo Grande, preparam um protesto nesta quarta-feira (10), contra o encerramento das atividades da escola, ‘informado de última hora’, conforme os estudantes. Por outro lado, a SED  (Secretaria Estadual de Educação), nega o fim das aulas.

De acordo com uma aluna que prefere não se identificar, a direção da escola afirmou que o período noturno será encerrado como medida de contenção de gastos, e devido ao pequeno número de estudantes. Informaram aos alunos, que eles seriam transferidos a outra escola, mas o que seria a solução para o problema não agradou estudantes.

“A princípio disseram que o período noturno iria só até o final desse ano, porém, agora que estamos de férias, recebemos um comunicado de última hora de que já vão encerrar as atividades e irão nos transferir para outra escola. Gostaríamos que o noturno terminasse no final do ano, pois muita gente trabalha e não tem como ir a outro colégio. Essa escola é a que fica mais próxima de todos”, afirma.

Conforme os alunos, haverá uma reunião no final da tarde e a direção da escola irá posicionar os pais sobre a situação. “Eles já tinham dito que iriam encerrar o noturno, mas no ano que vem. Agora resolveram fechar já neste segundo semestre. Isso é uma falta de compromisso do Governo, inclusive, nós, estudantes de escolas estaduais, nos sentimos lesados há muito tempo”, reclama.

Por nota, a SED (Secretaria de Estado de Educação) informou que o fechamento da EE José Barbosa Rodrigues, não procede.

“Desde 2015, a REE (Rede Estadual de Ensino) passa por um processo de reordenamento, motivado pela diminuição do total de estudantes matriculados nos últimos dez anos. Entre 2010 e 2018, esse número atingiu o quantitativo de 40 mil estudantes a menos em todas as etapas ofertadas pela REE.”

“Em função desse número, o processo de reordenamento consiste no encerramento da oferta de determinadas turmas e também, em casos específicos, na transferência para outras unidades escolares, em localidades próximas, sempre com o objetivo de minimizar o impacto para os estudantes. Salientamos que este processo segue em curso e que todas as medidas serão comunicadas pela Secretaria de Estado de Educação (SED) e também pelos canais do Governo do Estado.”

 

Mais notícias