Agetran acata recursos e arquiva novas infrações de empresas de ônibus

Junta administrativa voltou a "perdoar" multas com recursos

Parece até história de filme repetido, mas não é. A Jarit (Junta Administrativa de Recursos de Infrações de Transportes) publicou novos resultados de julgamentos de recursos contra infrações no transporte e de 30 recursos, a grande maioria são de multas que foram geradas contra o , porém, elas foram arquivadas após o município acatar recurso da empresa.

Conforme publicação desta sexta-feira (29) no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), o arquivamento aconteceu com a justificativa de ganho de causa, quando o recurso é acatado.

O Jornal Midiamax entrou em contato com o advogado André Borges, que defende o , que destacou que grande parte destes recursos, foi ele quem apresentou a Jarit e foram acatados.

Cena repetida

No mês novembro, outras multas foram julgadas em desfavor do . O Jarit acatou recursos do e anulou 12 multas aplicadas entre 2014 e 2015. Nove tiveram o julgamento anulado por falta de fundamentação e voltam à ‘estaca zero’.

Na semana passada, demais resultados de recursos de infrações foram publicados pela Jarit. De um total de 12 processos, 9 foram do Consórcio e todas as multas da empresa de transporte coletivo de Campo Grande.

Multa por atraso

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) disse que iria multar o Consórcio depois do protesto de mulheres no Terminal Morenão. A falta de ônibus das linhas 070 e 072 foi a gota d’água para quem precisava trabalhar no feriado de sexta-feira (15) em Campo Grande.

Agetran acata recursos e arquiva novas infrações de empresas de ônibus
Mais notícias