Agepen confirma morte de detento por H1N1

Ultimo boletim epidemiológico da SES, divulgado na quinta, confirmou 12 mortes

A Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), confirmou nesta segunda-feira (6), a morte de um detento da Penitenciária de Segurança Média de Três Lagoas, por H1N1.

Segundo informou a Rádio Caçula, os custodiados foram vacinados na última sexta-feira. Devido a resposta imunológica da vacina ocorrer após alguns dias da aplicação, médicos e enfermeiros estão em regime de plantão no local.

Conforme a direção do presídio, há outro detento com suspeita de H1N1.

Boletim epidemiológico

A SES (Secretaria de Estado de Saúde), divulgou na quinta-feira (2), um boletim epidemiológico indicando 12 casos confirmados de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) – gripe- por Influenza (H1N1).

Dos casos confirmados, 11 são por H1N1, com duas mortes em Três Lagoas, a 330 quilômetros da Capital.  Um idoso de 83 anos, que veio a óbito no dia 28 de abril e um homem de 48 anos.  Em Corumbá, foi confirmado o caso de H3N2 que registrou a primeira vítima fatal no estado.

Até quinta-feira (2), conforme o boletim, eram 312 notificações da doença sendo investigadas pela SES.

Mais notícias