Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Terra desliza em obra do Reviva Centro, atinge trabalhador e assusta colegas

Trabalhador não teve ferimentos

O deslizamento de parte de terra das obras do Reviva Centro, onde são feitos serviços de drenagem, na rua 14 de Julho com a Rua 7 de Setembro acabou atingindo um trabalhador que no momento do acidente fazia a instalação de equipamentos de proteção. Ele não teve ferimentos.

O engenheiro de segurança da obra, Marco Almeida, disse ao Jornal Midiamax que o incidente aconteceu no momento da instalação dos equipamentos de segurança por dois funcionários, que trabalhavam no local. Um deles foi atingido quando a terra deslizou, mas não chegou a ficar soterrado.

“Não houve dano ao trabalhador. Todos os protocolos de segurança foram seguidos”, disse o engenheiro. Para cumprir os protocolos, mesmo sem ferimentos, o trabalhador foi levado para a Santa Casa pelo Corpo de Bombeiros.

Os colegas do funcionário falaram que foi apenas um susto, que no momento que a terra deslizou teriam ficado assustado, mas que a vítima estava bem sem ferimentos.

A obra

O trecho de 1,4 km que parte da Avenida Fernando Correia da Costa até a Avenida Mato Grosso receberá, ao custo de R$ 4,6 milhões, novas intervenções de drenagem. A rua será completamente recapeada, ao custo de R$ 1,3 milhões, assim como terá modernização das redes de água e esgoto, R$ 1,5 milhão.

As calçadas serão padronizadas, alargadas e receberão acessibilidade para pessoas com deficiências ou dificuldades de locomoção, que deve custar R$ 2,4 milhões. Sinalização, paisagismo e iluminação pública refletirão investimentos de R$ 1,8 milhão, R$ 1,4 milhão e R$ 2,4 milhões. O mobiliário urbano, que inclui bicicletários, bancos, lixeiras,, defensas, vasos e murais terão investimento de R$ 1,7 milhão.

O projeto também prevê a instalação de rede wi-fi gratuita para as pessoas que passeiam ou fazem compras nas lojas localizadas na 14 de Julho. Haverá também a instalação de 11 placas eletrônicas com GPS para auxiliar os pedestres.

(Foto: Corpo de Bombeiros | Divulgação)
Você pode gostar também
Comentários
Carregando...