Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Professores aderem à paralisação e escolas da rede pública suspendem aulas nesta sexta

As manifestações foram convocadas por centrais sindicais de todo o país

Educadores aderem ao ‘Dia do Basta’ e paralisam atividades nas escolas públicas nesta sexta-feira (10). As manifestações foram convocadas por centrais sindicais de todo o país, com o objetivo de protestar contra as medidas adotadas durante o governo de Michel Temer (MDB).

Em Campo Grande, segundo o presidente da ACP (Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Pública), Lucílio Nobre, estima-se que 80% dos trabalhadores da área aderiu à manifestação, incluindo profissionais de Ceinfs.

De acordo com Lucílio, são 11 mil professores e quase 2 mil aderiu e veio à manifestação. Segundo ele, mesmo quem não veio e está parado demonstra apoio ao movimento.

O representante sindical ressalta que a manifestação é contra as medidas realizadas pelo governo Temer, em especial a reforma do ensino médio. No entendimento da categoria, a retirada da obrigatoriedade de matérias como história e geografia não é bom para os estudantes, pois prejudica o acesso ao conhecimento total.

Mais cedo, a presidente em exercício da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Sueli Veiga, afirmou ao Jornal Midiamax, que cerca de 90% da categoria aderiu à manifestação. Segundo a entidade, 1,5 mil profissionais vieram do interior para a mobilização.

 

 

 

Você pode gostar também