Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

No segundo dia D de vacinação, movimentação ainda é fraca nas unidades de saúde

6 unidades fazem a vacinação neste final de semana

Restando pouco mais de 12 mil crianças para serem vacinadas, a movimentação nas unidades de saúde de Campo Grande ainda é fraca na manhã deste sábado (1). Até sexta-feira (31), a cobertura vacinal contra sarampo e poliomielite na Capital havia atingido 70%, índice considerado baixo para a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

Na última segunda-feira (27), apenas 52% do público-alvo, crianças de 1 a 5 anos, havia sido imunizada. De acordo com a coordenadora de vigilância epidemiológica, Mariah Barros, subiram para 8 os sados suspeitos de sarampo na Capital

(Foto: Marcos Ermínio)

“Pensando em atender melhor as famílias, decidimos abrir novamente o dia D da vacinação e disponibilizar horários neste sábado e também no domingo. Não podemos baixar a guarda, pais e responsáveis devem vir vacinar seus filhos”, recomenda.

Segundo Mariah, a divulgação de Fake News foi um dos grandes empecilhos no período vacinal neste ano e os pais, lamentavelmente, acabam acreditando no que lêem. “Atrapalharam o desempenho da campanha esse ano e as pessoas realmente acabam acreditando que se vacinar os filhos eles vão ficar doentes, mas na realidade é justamente o contrário”, alerta.

Até as 9 horas, cerca de 30 crianças foram imunizadas no CRS (Centro Regional de Saúde) Tiradentes, região leste da cidade. “A movimentação está bem tranquila e agradável para os pais trazerem os filhos”, garante.

(Foto: Marcos Ermínio)

“Moro nas Moreninhas, fui no postinho de lá, mas não estava tendo vacinação. Depois fui no Universitário e também não estava. Só consegui aqui no Tiradentes”, relata Fabiana Rodrigues, 34, mãe de uma criança de 2 anos. “Meu filho estava doente e a pediatra pediu para eu esperar ele melhorar para só depois tomar a vacina”, conta.

Na outra ponta da cidade, no CRS Nova Bahia, região norte, a movimentação era um pouco maior, mas com duas salas de imunização disponibilizadas, o atendimento era rápido. A prorrogação do Dia D veio em boa hora para a mãe Marilda de Lima, 37 anos, também mãe de uma criança de 2 anos. “Trabalho durante a semana e sábado é um dia mais tranquilo para mim”, disse.

A Sesau informou que não há previsão de prorrogação da campanha de vacinação. Entre hoje e amanhã (2), a imunização ocorre em 6 unidades de saúde, espalhadas pela Capital.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...