MP busca responsabilizar empresas que não investem em reciclagem

PO MP/MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) busca responsabilização de empresas que não se comprometem a investir em reciclagem de resíduos sólidos. Mato Grosso do Sul ficou de fora do acordo firmado entre o Ministério do Meio Ambiente e associações de empresas, que obriga a implementação de um sistema que determine o retorno de embalagem de produtos aos fabricantes.

Por ficar de fora do acordo, uma investigação verificou que entre os anos 2010 e 2017, houve prejuízos ambientais, sociais e ao patrimônio público no valor de R$ 86 milhões. Em parceria com a 26ª Promotoria de Justiça de Campo Grande e do Núcleo Ambiental, as empresas investirão na implementação da logística reversa das embalagens no estado para aumentar o volume de materiais destinados à reciclagem, remunerar os catadores e diminuir a remessa de lixo para os lixões e aterros sanitários.

Para a implementação do sistema de logística reversa no estado, a estimativa de investimentos é de quase R$ 40 milhões, com custo operacional mensal de R$ 2,9 milhões, segundo levantamento feito pelo Ibam (Instituto Brasileiro de Administração Municipal). Durante a investigação, foi proposto às associações e empresas que firmassem termos de cooperação ambiental para implementar parte do sistema.

Algumas associações já firmaram termos de compromisso ou apresentaram projetos de investimento, para garantir a compra de material reciclável, investimento em nove cooperativas, além de investirem em educação ambiental.

(Com informações da assessoria)

Mais notícias