Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Menos filas e espera no segundo dia de Caravana da Saúde na Capital

A expectativa é que sejam realizados 13 mil procedimentos até o dia 6 de julho

Com movimento menos intenso, os atendimentos da Caravana da Saúde, neste domingo (24), no Parque Ayrton Sena, estão transcorrendo de forma mais ágil. Os pacientes que acordaram cedo para garantir a consulta não precisaram esperar muito tempo nas filas.

A expectativa é que sejam realizados 13 mil procedimentos até o dia 6 de julho.

Maria da Conceição Ferreira, 78 anos, e sua filha Sandra Regina Ferreira Rodrigues, 37 anos, moradoras do Bairro Santa Carmélia, chegaram às 7h e consideraram o atendimento bem rápido. Esta é a terceira vez que ela passa se consulta na Caravana. A primeira vez foi em 2016 para fazer cirurgia da catarata. “Dessa vez vim fazer avaliação para saber como está depois da cirurgia”, conta.

A filha da dona Maria, Sandra, contou que a mãe sofreu uma queda e tem medo que a lente tenha saído do lugar, por isso foram até o Parque Ayrton Sena para procurar avaliação.

Quem também acordou cedo neste domingo foi Berenice Lima Leão, 70 anos, que chegou às 6h30 para passar por atendimento cardiológico, ela disse ao Jornal Midiamax que estava esperando por uma consulta há três meses. “A Caravana (da Saúde) vale à pena porque não conseguia atendimento”, disse ela que aguardava no setor preventivo junto com o marido.

Os atendimentos da Caravana da Saúde prosseguem até o final do ano no Hospital São Julião, Santa Casa, Hospital Regional, e Maternidade Cândido Mariano. Nesses hospitais serão 5.200 atendimentos.

Investimento

De acordo com informações do secretário de Saúde, Carlos Alberto Coimbra, com o objetivo de diminuir o tempo de espera em filas de hospitais, foram feitos investimentos a longo prazo em várias unidades hospitalares do Estado.

“O governador investiu R$56 milhões no Hospital Regional de Três Lagoas, também foram investidos mais R$33 milhões para o Regional de Dourados e mais R$33 milhões que serão licitados para reformar novos setores do Hospital Regional de Campo Grande. Tem um projeto do governador nesse ano, onde será licitado a ampliação e melhoria da Santa Casa de Corumbá”, diz.

Durante solenidade de abertura da Caravana da Saúde neste domingo, o secretário Estadual de Saúde, Carlos Alberto Coimbra realizou a entrega simbólica de verba para novos instrumentos cirúrgicos para o Hospital Regional de Campo Grande e hospitais de Jardim (R$ 102 mil), São Gabriel (R$ 162 mil), Sidrolândia (R$ 71 mil), Paranaíba (R$ 171 mil), Chapadão do Sul (R$ 131 mil) e Ponta Porã (R$ 592 mil). A entrega simbólica da caixa cirúrgica não contou com a presença do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), apesar do evento constar em sua agenda.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...