Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Marquinhos diz que vai multar empresas se houver menos ônibus nas ruas

Usuários reclamaram de demora e superlotação na manhã desta segunda

Diante da decisão do consórcio que administra as linhas do transporte coletivo da Capital de manter a frota reduzida, mesmo dias após o fim da greve dos caminhoneiros, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) afirma que vai acionar a agência reguladora e aplicar multa caso seja constatada a falta de ônibus nas ruas.

“Hoje mesmo vou mandar a Agereg (Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos) ver. Se tiver qualquer ausência ou redução da frota, pode ter certeza que é multa atrás de multa, porque não estamos a aliviando”, disse Marquinhos durante agenda pública nesta segunda-feira (4).

Apesar do fim da greve dos caminhoneiros e do reabastecimento dos postos de combustível da cidade, o transporte coletivo continua a funcionar com frota reduzida o que tem irritado os usuários.  Principalmente porque as linhas executivos seguem fora de circulação.

Ao Jornal Midiamax, a assessoria de imprensa do Consórcio Guaicurus confirmou que as linhas de ônibus ainda estão sob o esquema de ‘férias escolares’, adotado em função da greve dos caminhoneiros e da redução de combustível nos postos.

A estratégia deve acabar ainda nesta semana, porém, ainda sem data precisa. Segundo a empresa, uma reunião entre a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) deve ocorrer entre hoje e amanhã, quando a redução da frota será tratada.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...