Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Incentivos de aplicativo de transporte ajudam a realizar sonhos de motoristas

Prêmios em dinheiro e veículos são estímulos para quem trabalha dirigindo

A concorrência entre os aplicativos de mobilidade urbana tem feito as empresas realizarem ações para estimular os motoristas cadastrados. Afinal, quem não gosta de ser valorizado no ambiente de trabalho? E foi visando no bom desempenho e satisfação dos colaboradores que a Urban lança campanhas capazes de mudar a rotina dos condutores destaque.

Euforia, alegria e alívio são alguns dos sentimentos que invadem os colaboradores quando a empresa liga para anunciar o vencedor do concurso. Alguns, apostam no prêmio para ajudar na realização de um sonho, como é o caso do Paulo Cesar da Costa Lima.

Funcionário de uma empresa de açúcar, em Maracaju, o jovem trocou o interior pela Capital em busca do sonho da casa própria. Morando de aluguel com a esposa e 2 filhos pré-adolescentes, o motorista decidiu se cadastrar no aplicativo há cerca de 7 meses.

No mês passado, foi informado pelo gestor que uma nova promoção seria lançada, a partir da meia-noite do dia 1. O motorista que completasse 450 corridas, atrelada com baixa taxa de cancelamento, em menor período de tempo seria contemplado com uma motocicleta 0 km.

Neste momento, Paulo viu o prêmio como uma oportunidade de dar o pontapé na construção do imóvel próprio, caso trocasse a motocicleta por dinheiro. Com o apoio da esposa e dos amigos, o motorista começou a preparação um dia antes.

“Coloquei aquilo como meta. Um dia antes eu dormi o dia todo para que meia-noite ligasse o aplicativo e saísse na frente. Quando eu estava no 10º dia, com 370 corridas eu não aguentava mais. Tinha dado todo meu gás, mas pensava o quanto a empresa também apostava em mim e no sonho da minha família. Então com 12 dias eu bati a meta.”

O vencedor conta que recebeu a informação via celular e não conseguiu segurar as lágrimas. “Quando chegou mensagem com meu nome e placa do meu carro eu estava em casa, chorei muito com minha esposa, ficamos muito emocionados, eu me sinto muito realizado profissionalmente. Vou vender a moto e comprar tudo em material para começar as obras da minha casa.”

Machismo

Com 30% de motoristas mulheres dentre os 2.500 ativos, Erika foi a vencedora da disputa pelo prêmio de R$ 3 mil e sentiu na pele o preconceito dos colegas de profissão. A loira, de 36 anos, foi a primeira a fechar 30 corridas no período das 13h às 23h59. Apesar de todo o esforço e preparação, acabou lendo piadas como “Só porque é bonita ganhou”.

“Sempre fui muito competitiva, coloquei na minha cabeça que queria o dinheiro. Meu marido, que também é motorista, preparou lanche pra mim e eu descansei a manhã toda. Demorou uns 20 min para aparecer o primeiro chamado de passageiro, depois fiquei até às 23h25 trabalhando sem parar só pensando em ser a ganhadora.”

A colaboradora conta que faz parte de um grupo no Whatsapp e, sem saber que ela estava online, os outros competidores começaram a enviar mensagens alegando que Erika foi a campeã apenas por ser bonita e loira.

“Meu marido me defendeu. Como eu ganhei, qualquer um dedicado poderia ter batido a meta. O aplicativo é meu instrumento de trabalho e esse incentivo faz eu querer ser a melhor.”
Vaidosa, a motorista comprou uma televisão de última geração e usou o restante do prêmio para “coisas de mulher.”

Motivação

Ver a alegria dos motoristas parceiros não tem dinheiro que pague, é o que garante André Vivas, diretor comercial da Urban. Para Vivas, as empresas precisam estimular e se reinventar a fim de oferecer um ambiente leve e motivador para os funcionários.

“Os colaboradores satisfeitos melhoram o serviço dos usuários. A gente acha importante ter motoristas vestindo a camisa da empresa. Isso faz com que o crescimento seja maior e mais rápido.”

O diretor também explica que a estratégias de campanha são elaboradas de acordo com a necessidade do aplicativo. “As premiações são feita em cima do que a empresa precisa melhorar, exemplos: corridas curtas e taxa de cancelamento. Ao todo, já atingimos a casa dos R$ 50 mil em prêmios distribuídos entre veículos e dinheiro.”

Sobre o crescimento das colaboradoras do sexo feminino, André acredita que a participação delas tem contribuído para o aumento da confiança de passageiros. “O serviço está sendo usado por mulheres e homens pedindo carro para esposa, filhas, sobrinha.”

Comentários
Carregando...