Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Descaso com iluminação pública amedronta moradores de MS

População garante que luz está queimada há cerca de um ano

Quando o sol se põe, a falta de iluminação pública causa medo em quem precisa caminhar na Rua Pedroso Alagues, no bairro Vila Pedreira, em Anastácio. Moradores garantem que o problema se arrasta há cerca de um ano e, apesar do breu que toma conta da avenida, a Prefeitura Municipal não toma atitudes.

A reclamação com o descaso do Poder Público, conforme os moradores, não faz mais efeito quando o assunto é abandono dos bairros periféricos. Bruno Areco afirma que, após inúmeros ligações para a Prefeitura, procurou pessoalmente o prefeito Nildo Alves (PSDB), mas nunca obteve retorno.

“Tudo tem limite, mas isso é uma incompetência sem tamanho. Desde o ano passado eu peço para ele, particularmente, para arrumar esse problema do poste de luz. Por que ele não vem andar a pé aqui? Só para sentir na pele o que a população passa.”

Durante a noite, ainda de acordo com relatos, algumas pessoas preferem desviar o caminho ao invés de passar pela via e correr riscos. Registros dos moradores mostram o local, durante a noite, completamente escuro e rodeado de vegetação.

A região, também segundo denúncias, fica à mercê da bandidagem que pode se aproveitar da falta de iluminação para praticar crimes.

Em contato com a Energisa – concessionária responsável pela distribuição de luz elétrica no município, a empresa informou que trata-se de Iluminação Pública, portanto, a responsabilidade pela gestão do serviço é da Prefeitura Municipal.

A reportagem tentou falar com o prefeito pelo telefone fixo do órgão e celular pessoal, mas até o fechamento desta matéria não teve retorno.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...