Confira 7 dicas para enfrentar estiagem que já dura 38 dias na Capital

Confira algumas dicas para melhorar a saúde

A qualidade do ar anda prejudicada em Campo Grande, já são 38 dias sem chuva e isso já é refletido na saúde dos Campo-grandenses. De acordo com o meteorologista, Natalio Abrão, esse clima seguirá durante todo o mês de julho. Confira abaixo sete dicas pra enfrentar esse período de estiagem.

O tempo seco reflete diretamente na desidratação das células da pele. Olhos ressecados, dor de cabeça são alguns dos sintomas que podem aparecer. Com a baixa umidade do ar prevalece também doenças como rinite e conjuntivite alérgicas, pois os causadores das alergias ficam mais presentes.

Confira abaixo algumas informações para amenizar esses sintomas, sabendo principalmente que as orientações dos médicos são as melhores opções de saúde, no entanto os itens abaixo podem ajudar:

1) Beba muito líquido –  Para conservar a reposição de líquido no organismo, vale apelar para água filtrada, de coco e até sucos naturais. Os médicos recomendam beber cerca de 2,5 litros por dia que corresponde a cinco copos diários.

2) Cuide da pele – A pele também sente os efeitos do tempo seco, portanto, é necessário abusar dos protetores solares com FPS elevados e hidratantes corporais.  A mesma coisa vale para os lábios. Mantenha os protetores labiais e a manteiga de cacau sempre à mão. Isso vai ajudar a amenizar os sintomas de ressecamento.

3) Mantenha a casa livre de poeiras – É importante manter a casa limpa, arejada e livre de poeira para evitar os males causados pelo tempo seco, principalmente se os moradores possuírem algum tipo de doença alérgica (que pode ser agravada nessa situação). Para isso, não deixe de passar panos bem molhados no chão e tirar a poeira dos móveis e estofados.

4) Umidifique o ar – Isso pode ser feito tanto com uso de umidificadores elétricos e por meio de toalhas molhadas ou (baldes e bacias cheias de água espalhadas pelo ambiente, pouco ajudam) ventiladores acoplados a umidificadores, com janelas abertas, inclusive na hora de dormir.

5)  Os olhos necessitam de atenção – É muito comum que olhos fiquem irritados. Para evitar esse incômodo, utilize colírios ou soro fisiológico, para manter a lubrificação.

6) Evite esforços físicos – As atividades físicas, geralmente intensas, levam à perda excessiva de água, o que pode provocar efeitos colaterais indesejados. Se tiver que manter estas práticas, faça-os após as 17.00h ou pela manhã antes do nascer do sol. Por isso, é importante evitá-las durante esse período, seja em ambientes fechados ou ao ar livre. Pelo menos durante os horários mais secos do dia, entre o fim da manhã e o início da tarde.

7) Prefira alimentos frescos – Alguns alimentos têm a tendência a estragar mais facilmente durante o clima seco. Por isso, prefira artigos frescos ou que possam ser rapidamente consumidos.

Outras dicas como utilizar o vapor do banho para melhorar a respiração, trocar os cobertores por mantas de algodão e lavar as narinas com soro fisiológico também podem ajudar a manter a qualidade de vida durante o período de baixa umidade do ar. Além disso, use roupas leves, claras e ventiladas. Calças pretas, de difícil ventilação causam micoses, irritações e lesões na pele. Use sabonetes neutros, use o chuveiro na posição verão ou com pouco aquecimento.  Não se exponha em trabalhos abertos como prédios de grande altura com sol diretamente ao corpo, as variações de equilíbrio corporal são imprevisíveis.

Mais notícias