Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Café da manhã e happy hour antecipado no menu para ver a Seleção

Poucos bares abriram as portas nesta sexta

Campo Grande amanheceu vazia nesta sexta-feira. Comércios e repartições fechados, ruas desertas e poucos bares e restaurantes arriscaram abrir as portas para transmitir os jogos da Seleção Brasileira.

O bar Sacramento abriu cedinho para oferecer café da manhã.  Às 7h40 o público já estava acomodado, atraído pelo café da manhã a R$ 10.

A jornalista Priscila Peres ficou sabendo do lugar, que é perto da casa dela, e achou a ideia ótima. “Jogo de manhã é complicado pra bar, mas eles encontraram uma boa saída”, disse.

O happy hour começou mais cedo hoje no Parks. Foto: Guilherme Cavalcante

No Parks, que fica no bairro Itanhangá, o happy hour começou bem mais cedo para um pequeno grupo de clientes. A cozinha funciona normalmente e vai emendar até às 2h da manhã.

Bruno Nucci, proprietário, já esperava o movimento baixo, mas acredita que na quarta, quando o jogo será à tarde, o sucesso estará garantido. “Acho que a cidade volta ao normal depois do meio-dia. Mas quarta a gente tá achando que vai ser clima de feriado na hora do jogo”, brinca.

Happy hour e café da manhã. Foto: Guilherme Cavalcante

No bar Saideira, na esquina da Rua José Antônio com a Rua Dom Aquino, cerca de 100 pessoas assistem ao jogo enquanto o local oferece todo o cardápio e um buffet de café da manhã. “Combinei com a turma e a gente veio pra acompanhar o jogo. Nunca tinha assistido jogo de manhã cedo. Jogo do Brasil e café com pão”, brinca a estudante de direito Milena Tavares.

“Aqui também antecipamos a happy hour. Vamos até 2h da manhã e já estamos com cerveja gelada”, diz o proprietário Roberto Carvalho.

 

Você pode gostar também