Sindicalista pede audiência pública para que Energisa explique demissões

450 demissões 

O vice-presidente do Sindicato dos Eletricitários de Mato Grosso do Sul (Sinergia-MS), Elvio Vargas, ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa durante sessão desta terça-feira (21/2) para pedir que os deputados estaduais convoquem uma audiência pública para que a concessionária de energia do Estado, Energisa, explique as mais de 450 demissões efetuadas de 2014 até hoje.

Segundo o sindicalista, outros problemas também precisam ser investigados pelos parlamentares. “A concessionária tem terceirizado serviços para ela mesma de forma irregular, que ainda recebem valores maiores do que se pagos a funcionários da empresa para realizar o serviço. A rotatividade também é grande e isso prejudica o treinamento e qualificação”, argumentou Elvio Vargas.

Outros itens citados pelo sindicalista foi a falta de fiscalização quanto às manutenções da rede. “As equipes de inspeções mostram os problemas detectados e a empresa simplesmente não faz a reforma contestada. Também retiraram a possibilidade de religações de urgência, que cobraram taxas maiores, mas que pelo fato de não quererem oferecer o mesmo serviço no interior, retiraram a possibilidade dessa religação urgente em Campo Grande”, denunciou.

O deputado Felipe Orro (PSDB) recebeu as questões de ordem do sindicalista e disse que irá conversar com os demais deputados para pedir uma audiência para também ouvir a Energisa. 

 

Mais notícias