Fazendeiro é multado em R$ 11 mil por exploração de madeira e incêndio em pastagem

A madeira foi retirada de dentro de área protegida por lei

Um fazendeiro de 41 anos foi autuado por exploração de madeira de lei e de outras espécies sem autorização e dentro de área protegida além de realizar incêndios ilegalmente. A situação foi constada por uma equipe da PMA (Polícia Militar de Ambiental) de Bonito no último domingo (23), na propriedade que fica na margem da rodovia entre Bonito e Distrito de Águas do Mirada.

Na fazenda, foram encontradas várias árvores derrubadas. As espécies eram Aroeira, que é protegida por lei, Ipê e Angico e não havia licenciamento do órgão ambiental. As madeiras foram retiradas de dentro da área de mata ciliar de um córrego que passa pela propriedade, sendo uma área protegida por lei. A madeira das árvores não foi localizada.

O corte da aroeira e de outras espécies é proibido por lei. Para realizar o desmatamento destas árvores é necessário um plano de manejo aprovado pelos órgãos ambientais.

A equipe da PMA ainda constatou que o fazendeiro queimou uma área de 1 hectare para a renovação de pastagem sem autorização ambiental.Fazendeiro é multado em R$ 11 mil por exploração de madeira e incêndio em pastagem

Devido a todas as infrações, o proprietário, que vive em Bonito, foi autuado administrativamente e multado em R$ 11 mil além de responder pelos crimes de exploração de madeira protegida, degradação de área de preservação permanente. As penas variam de 1 a 2 anos de reclusão para o primeiro crime e de 1 a 3 anos para o segundo. 

Fazendeiro é multado em R$ 11 mil por exploração de madeira e incêndio em pastagem
Mais notícias