Com UPA lotada, pacientes reclamam da falta de médicos na Vila Almeida

Segundo relatos apenas um clínico estava no locaL

​Pacientes que buscaram atendimento médico na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Vila Almeida – localizada em Campo Grande – reclamam da demora e falta de médicos nesta terça-feira (14). Segundo relatos havia apenas um clínico geral atendendo uma demanda de mais de 70 pacientes. 

Renata Marques, de 38 anos, afirma que chegou à unidade por volta das 7h50 e cinco horas depois, ainda aguardava pelo atendimento. 

“Estou cheia de bolinhas vermelhas pelo corpo, coceira, não sei se é dengue e só tem um médico para atender todo mundo. Já reclamei na ouvidoria, depois com o enfermeiro chefe, com a assistência social e  ninguém faz nada”, reclama.Com UPA lotada, pacientes reclamam da falta de médicos na Vila Almeida

Ivone Caldas de Souza Flores, de 43 anos, foi a unidade para acompanhar o marido, de 42 anos, que de acordo com ela, está com infecção há mais de uma semana e chegou a ser atendido em outra unidade. 

“Meu marido está com alguma infecção grave. Está com febre há oito dias. Fomos na unidade básica e orientaram a gente a vir para a UPA, mas até agora ele não foi atendido. Isso não pode ficar assim”, frisa.

Questionada sobre a demora no atendimento, a assessoria de comunicação da (Secretaria Municipal de Saúde Pública) afirma que cinco clínicos gerais e outros cinco pediatras estavam de plantão na nesta manhã e explica que alguns médicos ficaram responsáveis pelo atendimento interno, de pacientes que já passaram pela consulta.

A assessoria de comunicação da destaca que o tempo de espera preconizado pelo Ministério da Saúde considera a classificação de risco indicada nas cores: vermelha, que determina atendimento imediato; amarela, que prevê até 30 minutos e verde e azul, que especificam espera de até quatro horas.

Conforme a , nesta manhã a demanda foi acima do esperado, porém, apenas um dos pacientes foi atendido depois do tempo médio de atendimento preconizado pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

WhatsApp: fale com os jornalistas

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax, no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

 

Com UPA lotada, pacientes reclamam da falta de médicos na Vila Almeida
Mais notícias