Com público alvo maior, vacinação contra gripe começa nesta segunda

As doses serão distribuídas somente nas unidades de saúde

Nesta segunda-feira (17), o Ministério da Saúde dará início à Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza, em que serão vacinadas mais 750 mil pessoas que integram os grupos prioritários em Mato Grosso do Sul. A partir desta edição da campanha, professores das redes pública e privada passam a fazer parte do público-alvo. Cerca de 250 mil desses profissionais em todo o Estado poderão se vacinar contra a gripe. 

Idosos, trabalhadores de saúde, crianças de seis meses até 5 anos, gestantes, mulheres no período pós-parto, indígenas, população privada de liberdade, inclusive os adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa, e pessoas com doenças crônicas continuam como público-alvo da vacinação. Na Capital, as doses serão distribuídas somente nas unidades de saúde, uma estratégia para evitar o sumiço de vacinas – como ocorreu no ano passado. 

A vacinação terá início no dia 17 para profissionais de saúde e crianças de 6 meses a menores de 2 anos. A segunda etapa começa no dia 24 e serão imunizadas gestantes, puérperas e crianças de 2 anos a menores de 5 anos. Já no dia 2 de maio a Campanha será aberta para os demais grupos. O Dia D de vacinação será em 13 de maio.

O objetivo do ministério é vacinar 90% da população considerada de risco para complicações por gripe. A meta de vacinação deste ano aumentou devido aos índices alcançados nos últimos anos, que ultrapassaram 80%. O ano de 2016 foi o primeiro em que este índice ultrapassou 90% e atingiu 93,5% de cobertura vacinal.

Cuidados podem evitar transmissão do vírus

Além de buscar a imunização, o Ministério da Saúde recomenda à população que adote cuidados simples para evitar a transmissão do vírus. As principais orientações são: lavar as mãos várias vezes ao dia, cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar, evitar tocar o rosto, não compartilhar objetos de uso pessoal, manter os ambientes bem ventilados e evitar a permanência em locais com aglomeração.

Mais notícias