Abaixo da média nacional, MS tem 70% das áreas cadastradas em sistema ambiental

Ex-deputado está na Capital para palestra

Em comemoração ao Dia Mundial do , o ex-deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB) está em Campo Grande para palestra sobre os cinco anos da criação do Código Florestal Brasileiro. Antes do evento, Aldo falou sobre o cenário ambiental do Brasil e também revelou que 90% das propriedades do país estão inseridas no CAR (Cadastro Ambiental Rural), em Mato Grosso do Sul, o índice é de 70%.

O ex-deputado que além de ser relator do projeto que instituiu o código também já foi ministro dos Esportes, Defesa, Ciência e Tecnologia e Relações Institucionais afirmou que o Código Florestal cumpriu seu papel de garantir equilíbrio entre a produção agropecuária e o meio ambiente.

Em relação ao CAR, sistema que faz parte do processo de regularização ambiental de propriedade, o ex-deputado afirma ser o item mais importante do código criado há cinco anos. Ele lembrou que 90% das propriedades rurais do Brasil estão inseridas no cadastro.

“Fizemos esforço e foi realizado pacto que imobiliza muito o uso das áreas protegidas daqui para frente, nós temos no Brasil uma fronteira da agricultura e da pecuária muito promissoras. É preciso que se avalie como o Brasil vai assumir ou permanecer daqui por diante”, disse.

Aldo afirmou, ainda, que recentemente a África liberou 400 milhões de hectares da savana, que no Brasil corresponde ao cerrado, para a agricultura. “Enquanto a África abre para agricultura, nós estamos imobilizando todo nosso cerrado. É preciso que governo e congresso avaliem essa situação”.

No Estado

Diretor-presidente do Imasul (Instituto de de Mato Grosso do Sul), Ricardo Eboli, afirmou que no Estado 70% das áreas estão inseridas no CAR. Além da palestra do ex-ministro e de apresentações sobre o tema, nesta segunda-feira também haverá assinatura de quatro termos que na visão do Imasul apresentam avanço para o setor.

Entre os termos estão termos de cooperação com as prefeituras de Sidrolândia e Dourados, que passam para o município a tarefa de liberar licenças ambientais para construção de empreendimentos, outro que transforma fazenda de 150 hectares em Camapuã como área protegida, um termo que cria projeto a ser enviado para Assembleia para incluir educação ambiental como assunto a ser tratado nas escolas públicos do Estado e o último que lança Portal da Transparência Ambiental.

Abaixo da média nacional, MS tem 70% das áreas cadastradas em sistema ambientalO evento acontece a partir das 19 horas de hoje no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo. 

Abaixo da média nacional, MS tem 70% das áreas cadastradas em sistema ambiental
Mais notícias