Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

À mercê da sorte, pacientes denunciam falta de medicamentos na Casa da Saúde

Escassez dura mais de duas semanas 

A falta de medicamentos na Casa da Saúde em Campo Grande tem interrompido tratamentos médicos e preocupado pacientes. De acordo com denunciantes, a escassez dura há mais de duas semanas e, sem dinheiro para comprar o que precisam, muitos ficam à mercê da sorte.

De acordo com um assistente administrativo, de 42 anos, que preferiu não ser identificado, o medicamento usado no tratamento hormonal do filho, de 9 anos, acabou no início desta semana e há pelo menos 10 dias, têm sido frustradas as tentativas de obter novas ampolas.

“O remédio custa cerca de R$ 3 mil e não tenho como comprar. Desde o início desta semana meu filho está sem tomar o medicamento e isso prejudica o tratamento”, conta o pai.

Além da falta do remédio, o auxiliar administrativo reclama do atendimento dos servidores da unidade de saúde, que segundo ele, além de não justificar o motivo pela insuficiência, não informam prazo para que o problema seja resolvido.

“Os atendentes são extremamente mal educados, não dão prazo, não falam nada e ainda te tratam mal. Para fornecer o medicamento eles são bem rigorosos, mas quando se trata deles acontece esse tipo de coisa”, afirma.

Conforme denúncia, também há registro de pessoas transplantadas que não conseguem acesso a remédios necessários para tratamento pós operatório.

Entramos em contato com a assessoria de comunicação da Secretaria Estadual de Saúde, mas até o fechamento desta matéria não tivemos posicionamento sobre o problema.

 

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...