Variante do coronavírus do Amazonas é identificada em São Paulo

A Secretaria de Saúde do Estado e São Paulo confirmou hoje (26) que a variante do coronavírus encontrada no foi identificada em três pacientes atendidos em São Paulo. Segundo a secretaria, os três têm histórico de viagem ou residência em .

A confirmação foi feita por meio de sequenciamento genético realizado no Laboratório Estratégico do Instituto Adolfo Lutz, que é referência nacional. O vírus foi sequenciado a partir de amostras com resultados positivos dos exames processados pelo Centro de Virologia. A variante do vírus é resultado de uma mutação no coronavírus original.

“Essas mutações poderiam estar associadas a um maior potencial de transmissão, apesar de ainda não haver comprovação científica de que esta variante seja mais virulenta ou transmissível em comparação a outras previamente identificadas”, destacou, em nota, a Secretaria de Saúde.

Reinfecção

O confirmou, no último dia 15, que a nova variante amazônica do coronavírus causou a reinfecção de uma pessoa. A paciente é uma mulher de 29 anos, infectada inicialmente em março do ano passado.

O segundo diagnóstico ocorreu no fim de dezembro. O resultado do segundo exame revelou uma mutação do vírus, que teria origem no estado do .

Variante do coronavírus do Amazonas é identificada em São Paulo
Mais notícias