Brasil

IFMS destina 300 computadores para estudantes e laboratório

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) realizou, durante esta semana, a distribuição de 300 computadores, que foram doados pelo Ministério da Educação (MEC), para atendimento aos estudantes da instituição. O IFMS buscou os equipamentos na sede do MEC, em Brasília, no mês da janeiro. Agora, os computadores serão emprestados a estudantes em […]

Agência Brasil Publicado em 08/03/2021, às 23h14 - Atualizado às 23h18

(Imagem: Divulgação)
(Imagem: Divulgação) - (Imagem: Divulgação)

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) realizou, durante esta semana, a distribuição de 300 computadores, que foram doados pelo Ministério da Educação (MEC), para atendimento aos estudantes da instituição.

O IFMS buscou os equipamentos na sede do MEC, em Brasília, no mês da janeiro. Agora, os computadores serão emprestados a estudantes em situação de vulnerabilidade social para que possam desenvolver atividades não presenciais de ensino.

“Identificada a necessidade dos estudantes, realizamos a articulação junto ao ministério para obter os equipamentos. Agora, com a distribuição, materializamos nosso objetivo de proporcionar melhor qualidade de aprendizado durante a pandemia”, afirmou a reitora do IFMS, Elaine Cassiano.
“A reitoria identificou a necessidade dos estudantes. A partir daí, realizamos a solicitação e a articulação junto ao ministério para obter os equipamentos. Em parceria com os campi, fizemos todo o processo e asseguramos a doação. Agora, com a distribuição, materializamos nosso objetivo de proporcionar melhor qualidade de aprendizado para nossos jovens durante a pandemia”, afirmou a reitora do IFMS, Elaine Cassiano.

O número de computadores para cada campus foi estabelecido com base em critérios como a quantidade de matriculados e de estudantes em situação de vulnerabilidade social, entre outros.

Além disso, dos 300 computadores, 30 serão destinados especificamente para equipar o laboratório de Informática do Campus Três Lagoas.

A reitora destaca que a instituição tem realizado um trabalho constante para que o processo de ensino-aprendizagem seja realizado com a melhor qualidade possível, mesmo com a suspensão das atividades presenciais.

“Nesta semana, realizamos a Semana Pedagógica, que foi um momento riquíssimo de reflexão e debate sobre quais são os melhores caminhos que podemos encontrar para continuarmos desenvolvendo nossa educação profissional e tecnológica e para que nossos estudantes não tenham a formação prejudicada diante desta pandemia”, ressaltou.

O primeiro semestre letivo de 2021 terá início na segunda-feira, 8, nos dez campi da instituição.

Assistência Estudantil – Com a suspensão das atividades presenciais de ensino, em março do ano passado, os estudantes de cursos presenciais do IFMS passaram a assistir aulas de forma remota.

Entretanto, há uma parcela de estudantes da instituição em situação de vulnerabilidade social, o que demandou apoio institucional por meio de editais, como o auxílio emergencial e o auxílio para acesso digital.

A diretora de Assuntos Estudantis, Juliana Miguel, explica que o IFMS busca dar apoio aos estudantes em diversas áreas, para que possam manter-se matriculados, ainda que com todas as dificuldades impostas pela pandemia.

“A Política de Assistência Estudantil implementada, em 2020, pelas áreas de serviço social, biblioteconomia e nutrição educacional, permanecem em andamento em 2021 e visam contribuir para a formação integral dos estudantes, dirimindo suas necessidades no que tange aos aspectos socioeconômicos, nutricionais e psicopedagógicos, em especial para àqueles que se encontram em situação de vulnerabilidade social”, explicou a diretora.

Histórico – A última decisão sobre suspensão das atividades presenciais foi tomada em 22 de fevereiro, determinando a prorrogação da suspensão das atividades de ensino e administrativas presenciais até 15 de julho.

Entretanto, a última decisão permite que os gestores autorizem a realização de atividades presenciais apenas para atender a necessidades letivas e administrativas que não possam ser executadas remotamente. São exemplos as aulas práticas de laboratório, atividades rurais em campus agrícola e de fiscalização de obras e contratos, dentre outras.

Desde o dia 18 de março, os campi do IFMS e a reitoria não realizam atividades presenciais. A Comissão de Organização de Campanhas de Conscientização dos Riscos e Medidas de Prevenção contra o Coronavírus se reúne periodicamente para elaborar orientações sobre as medidas a serem tomadas no enfrentamento à pandemia.

Covid 19 – As ações do Instituto Federal, as formas de prevenção à Covid-19, os documentos institucionais referentes à situação e outras informações sobre a pandemia estão disponíveis na página IFMS contra o coronavírus.

Também estão disponíveis podcasts com dicas sobre como lidar com o isolamento e o trabalho remoto, além de formas de contato e os horários de atendimento dos campi e da reitoria durante o período de atividades não presenciais.

Jornal Midiamax