Bolsonaro é favorável a vacina e quer que empresas privadas possam comprá-la

Após diversos discursos duvidando da eficácia da vacina, o presidente diz acreditar nos imunizantes.

Nesta terça-feira (26), o presidente mudou seu discurso contra a vacina e afirmou que os imunizantes são necessários e defendeu a compra de empresas privadas, pois ele acredita que pode ajudar na economia do país. O presidente foi favorável as 33 milhões de doses das vacinas para empresas que comercializem na rede privada.

“Brevemente estaremos nos primeiros lugares (de vacinação no mundo). Para dar mais conforto à população, segurança a todos e de modo que a nossa economia não deixe de funcionar”, disse Bolsonaro durante um evento promovido por um banco.

Mesmo com o apoio do presidente, a empresa anglo-sueca afirmou que a venda do imunizante para o setor privado ainda não será liberada.

“No momento, todas as doses da vacina estão disponíveis por meio de acordos firmados com governos e organizações multilaterais ao redor do mundo, incluindo da Covax Facility, não sendo possível disponibilizar vacinas para o mercado privado”, disse nesta terça-feira (26) a empresa em comunicado à imprensa.

Bolsonaro é favorável a vacina e quer que empresas privadas possam comprá-la
Mais notícias