Brasil

Anvisa recebe pedido para iniciar testes da ButanVac

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) informou na noite desta última sexta-feira (26) ter recebido um pedido do Instituto Butantan para a realização de testes clínicos da ButanVac. Caso a liberação aconteça, ensaios podem começar já em abril. Com os resultados, a previsão é de que a distribuição do imunizante comece em julho. A […]

Renata Fontoura Publicado em 27/03/2021, às 08h33

Foto: Reprodução/El País
Foto: Reprodução/El País - Foto: Reprodução/El País

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) informou na noite desta última sexta-feira (26) ter recebido um pedido do Instituto Butantan para a realização de testes clínicos da ButanVac. Caso a liberação aconteça, ensaios podem começar já em abril.

Com os resultados, a previsão é de que a distribuição do imunizante comece em julho. A vacina foi anunciada inicialmente como a primeira 100% brasileira.

Porém, o instituto destaca que firmou parceria com o hospital Mount Sinai, de Nova York, para uso e exploração de parte da tecnologia desenvolvida pela instituição. A explicação veio após o hospital ter afirmado que o responsável pelo desenvolvimento foi um pesquisador deles, da Icahn School of Medicine, conforme mostrou o jornal Folha de S.Paulo.

A instituição dos EUA “não havia autorizado a divulgação de seu nome em comunicados oficiais do Butantan sobre a nova vacina”, diz a nota do Butantan. E mais: “O uso dessa tecnologia é livre do pagamento de royalties (royalty free) e pode ser feito por qualquer instituição de pesquisa em qualquer parte do mundo. Isso foi adotado para essa tecnologia com o objetivo de acelerar o desenvolvimento de vacinas contra o coronavírus”, finaliza.

(com informações do UOL)

Jornal Midiamax