Secretário estadual de Educação do RJ é preso em operação do MP

Ex-deputada federal e pré-candidata à prefeitura Cristiane Brasil é considerada foragida

O secretário de estado de Educação do Rio de Janeiro, Pedro Fernandes, foi preso na manhã desta sexta-feira (11). A ex-deputada federal , pré-candidata à prefeitura da capital fluminense também teve a prisão decretada, mas está foragida.

A ação é a segunda fase da Operação Catarata, do MPRJ (Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro), que investiga suspeita de desvios em contratos na área de assistência social, de acordo com o jornal O Globo.

Secretário estadual de Educação do RJ é preso em operação do MP
Pedro Fernandes vai cumprir prisão domiciliar. (Foto: Divulgação)

Fernandes apresentou aos agentes um exame que aponta que ele contraiu a Covid-19, portanto, ele ficará em prisão domiciliar. 

Os agentes também foram ao apartamento de , mas não a encontraram. Foram emitidos outros três mandados de prisão e seis de busca e apreensão.

Investigações apontaram suspeita de fraude em licitações da Fundação Leão XIII, presidida por Fernandes antes de assumir o comando da pasta de Educação. Os contratos investigados somam R$ 120 milhões, sendo fechados entre 2013 e 2018.

Secretário estadual de Educação do RJ é preso em operação do MP
. (Foto: Agência Brasil)

Em nota, o secretário se disse indignado com o pedido de prisão e afirmou que seu advogado nunca teve acesso ao processo. declarou que é vítima de perseguição política contra ela e o pai, o ex-deputado federal Roberto Jefferson.

Secretário estadual de Educação do RJ é preso em operação do MP
Mais notícias