Por determinação do STJ, Adélio Bispo deve continuar em presídio federal de MS

Adélio está preso desde 2018

Por determinação do (Superior Tribunal de Justiça) decidiu nesta quarta-feira (12) que deve permanecer encarcerado em uma cela do presídio Federal de Mato Grosso do Sul. Ele foi preso em 2018, depois de esfaquear que concorria à Presidência da República.

Segundo a decisão, Adélio deve ficar no local “tendo em vista sua alta periculosidade, bem como que, na falta de hospital de custódia e tratamento psiquiátrico, a medida de segurança a ele imposta tem sido cumprida em estabelecimento adequado”, de acordo com informações da Folha de São Paulo.

Em junho, O ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Joel Ilan Paciornik havia determinado, que de Oliveira, deveria permanecer na Penitenciária Federal de Campo Grande. A decisão era válida até o tribunal julgar o caso definitivamente.

O caso foi parar no STJ após a Justiça Federal do Mato Grosso do Sul e de Juiz de Fora (MG), onde o atentado ocorreu, divergirem sobre onde Adélio deve ficar preso. Em março, o juiz Dalton Conrado, da Justiça Federal em Campo Grande,  decidiu que Adélio não pode continuar preso no presídio federal. Para o magistrado, ele deve ficar em “local adequado” para tratamento psiquiátrico.

Por determinação do STJ, Adélio Bispo deve continuar em presídio federal de MS
Mais notícias