Missa no Rio homenageia os mais de 100 mil mortos por covid-19

Celebração, também pelo Dia dos Pais, foi no Cristo Redentor

A missa do Dia dos Pais, celebrada hoje (9) pelo arcebispo do , dom Orani Tempesta, aos pés do Cristo Redentor, na Floresta da Tijuca, homenageou os mais de 100 mil mortos pela covid-19 no Brasil. O país atingiu a marca ontem (8), segundo os dados oficiais do Ministério da Saúde. O número de pessoas contaminadas passou de 3 milhões.Missa no Rio homenageia os mais de 100 mil mortos por covid-19Missa no Rio homenageia os mais de 100 mil mortos por covid-19

Na abertura do evento, que não teve a participação de fiéis, mas foi transmitida ao vivo pelo canal no Youtube da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Orani Tempesta, lembrou as vítimas da covid-19 e a responsabilidade que cabe a cada um com relação à pandemia.

“Embora tenhamos milhares de pessoas falecidas e milhões de pessoas contaminadas, nós rezamos especialmente para cada vida, sabendo que cada um tem uma história. Embora tenhamos chegado também no Brasil a 100 mil mortos e 3 milhões de contaminados, queremos estar realmente com essa esperança e com essa confiança de que cada um é importante. E que também cada um de nós tenha responsabilidade da ação e das atitudes em nosso país e no mundo”.

O padre Omar Raposo, reitor do Santuário do Cristo Redentor, lembrou também a morte ontem (8) do bispo emérito de São Félix do Araguaia, em Mato Grosso, dom Pedro Casaldáliga, e as vítimas da explosão de terça-feira (4) na região portuária de Beirute, no Líbano, que matou pelo menos 150 pessoas, feriu 6 mil  e deixou 300 mil desabrigadas. Ainda há desaparecidos.

Ao final da celebração, foi lançado o vídeo da campanha Para Cada Vida, com um poema de autoria do cardeal, poeta e teólogo português José Tolentino Mendonça, interpretado pelo ator Tony Ramos. O objetivo é “tocar os corações dos brasileiros com palavras de esperança e solidariedade e, por meio delas, trazer luz aos dias que estão por vir”, segundo a arquidiocese.

Luto na Alerj

Na noite de ontem (9), a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) decretou luto oficial em respeito à memória das vítimas de covid-19, com as bandeiras da fachada do Palácio Tiradentes hasteadas a meio-mastro.

Missa no Rio homenageia os mais de 100 mil mortos por covid-19
Mais notícias