Imprensa internacional repercute vídeo de Bolsonaro: ‘cheio de palavrões’

Os jornais estrangeiros destacaram o vídeo “cheio de palavrões” da reunião ministerial de 22 de abril, divulgado nesta sexta-feira (22), que Sergio Moro apontou como prova da interferência de Jair Bolsonaro na PF. As informações são da Revista Época.

“Golpe para Bolsonaro com ordem judicial para liberar vídeo cheio de palavrões”, destacou o britânico The Guardian.

“Um vídeo cheio de palavrões mostrando o presidente brasileiro Jair Bolsonaro expressando frustração com sua incapacidade em obter informações da polícia e prometendo trocar ministros para proteger sua família”, seguiu a matéria do Guardian.
O jornal apontou queda na popularidade do presidente pela demissão de Moro “e suas tentativas de minimizar a pandemia do coronavírus, que matou mais de 20 mil brasileiros, em um ritmo crescente”.
A agência Reuters afirmou que Bolsonaro buscou proteger sua família de ser “ferrada” pela polícia. “O vídeo é uma parte vital da investigação criminal contra Bolsonaro movida por seu ex-ministro da Justiça Sergio Moro”, continuou a Reuters.
Bloomberg chamou as falas de Bolsonaro de “retórica inflamada” e “comentários incendiários” no “vídeo polêmico”.
Imprensa internacional repercute vídeo de Bolsonaro: 'cheio de palavrões'
Mais notícias