Faltam vacinas contra gripe em postos pelo País

Ministério da Saúde afirma que alguns municípios estão imunizando "para além do público prioritário

Dois dias depois do início da campanha de imunização contra a gripe no Brasil, postos de saúde da rede pública do País já registram falta de vacina. O Ministério da Saúde afirma que alguns municípios estão imunizando “para além do público prioritário”. A primeira fase da campanha é voltada para idosos e trabalhadores do setor de saúde.

A vacinação estava prevista para abril, mas, por causa da pandemia do coronavírus, foi antecipada e iniciada na segunda-feira. O objetivo é imunizar a população para a gripe comum e facilitar a triagem na rede de saúde de possíveis pacientes com coronavírus.

Postos de saúde das cidades de São Paulo, Belo Horizonte e Recife relataram falta de vacina nesta manhã e tarde de quarta-feira. Em Curitiba, o estoque acabou e a campanha foi suspensa. A prefeitura de Manaus informou ter recebido “quantitativo reduzido” para atendimento à população dessa fase da campanha. No Rio, ontem, também houve reclamação por falta de vacina na capital. A prefeitura disse que a situação já foi normalizada. Em Pernambuco, o Estado alegou não ter recebido todas as doses necessárias.

Resposta

O Ministério da Saúde afirma que todos os Estados estão abastecidos para a campanha. “Alguns municípios estão vacinando para além do público prioritário. Por isso, alerta-se sobre a importância de que Estados e municípios sigam a dinâmica de vacinação, dividida por fases e públicos prioritários.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais notícias