Estado de SP tem novo recorde de mortes relacionadas à covid-19

Somente nesta terça foram 23 novos óbitos confirmados no Estado, o maior aumento já relatado para a região

O Estado de São Paulo registrou até as 16h desta terça-feira, 31, 136 mortes relacionadas ao novo coronavírus. Somente nesta terça foram 23 novos óbitos confirmados no Estado, o maior aumento já relatado para a região, com quase uma confirmação por hora desde segunda-feira.

São Paulo é o Estado com mais casos da covid-19 em números absolutos. Em seguida, vem Rio, Ceará, Distrito Federal e Minas Gerais. Em relação à taxa de casos por 100 mil habitantes, São Paulo tem índice de 3,3. A maior taxa é a do Distrito Federal, de 10,3, seguida pelas taxas do Acre e do Ceará.

Esses dados sobre a situação de cada Estado em relação à covid-19 foram compilados por uma força-tarefa de mais de 30 voluntários e ofertados ao Brasil.IO, site dedicado à produção e divulgação de dados abertos. Os números são coletados de boletins emitidos pelas secretarias estaduais de Saúde, o que pode causar discrepâncias com as informações consolidadas que são divulgadas pelo Ministério da Saúde.

Com base nesses dados, o jornal O Estado de S. Paulo traçou a curva de evolução da covid-19 pelo País. A velocidade de confirmação de novos casos depende da capacidade de testagem dos Estados. Estima-se que haja, para cada caso confirmado, outros nove sem diagnóstico no Brasil.

Óbitos

No Estado de São Paulo, já são 13 cidades com mortes pelo novo coronavírus, de acordo com balanço divulgado ontem. Foram registrados óbitos em Campinas, no interior, e São Caetano do Sul, Santo André e Caieiras, na Grande São Paulo. Também já ocorreu pelo menos um óbito nos municípios de Vargem Grande Paulista, São Bernardo do Campo, Guarulhos, Taboão da Serra, Embu das Artes, Sorocaba, Osasco, e Ribeirão Preto.

Até o meio da semana passada, apenas a capital paulista registrava óbitos relacionados à covid-19. Os 23 novos óbitos registrados em São Paulo são de 13 mulheres e dez homens.

Em todo o Brasil, já foram relatados 5.717 casos confirmados da covid-19, segundo dados divulgados em plataforma do Ministério da Saúde. O número mostra 1.138 novas confirmações em relação à última atualização, feita na segunda-feira, dos dados da pandemia no País. As mortes pela doença chegam a 201 no Brasil, com aumento de 42 óbitos em relação à ultima contagem. A taxa de mortalidade continua em 3,5%.

Isolamento

Para conter o avanço da pandemia, o Ministério da Saúde orienta que a população continue em isolamento social, diminuindo assim o ritmo de contágio do vírus e evitando que o sistema de saúde se sobrecarregue. Conforme o Estado mostrou ontem, o número de internações por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) já aumentou 445%, em relação ao mesmo período do ano anterior. Foram 5.787 internações no País por SRAG entre os dias 15 e 21 de março.

A medida de isolamento vai na mesma direção do que o recomendado por especialistas e pela Organização Mundial da Saúde e pela Organização Pan-Americana da Saúde. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Estado de SP tem novo recorde de mortes relacionadas à covid-19
Mais notícias